PLANTÃO DE NOTÍCIAS

FORÇA-TAREFA PRENDE SUSPEITO



Da redação /PM-GO

 Homem que teria envolvimento em duas mortes, das 15 investigadas, foi preso sexta-feira (8/8). Moto e capacete pretos foram encontrados com ele
 Após quase uma semana depois da criação da força-tarefa para investigar assassinatos em série de mulheres na capital, a Polícia Civil anunciou na tarde de ontem a prisão de um homem suspeito de ter envolvimento em duas das 15 mortes investigadas. O superintendente da Polícia Judiciária e coordenador da força-tarefa, delegado Deusny Aparecido Silva Filho, não revelou as características do suspeito e nem em quais casos ele estaria envolvido. Entretanto, o delegado afirmou que alguns materiais ligados às características do possível assassino em série foram encontrados no local.
 “Ele é um dos que a gente já havia representado mandados. Na residência, que não posso revelar qual é o endereço, os agentes apreenderam uma moto preta regularizada no nome dele, vestimentas também pretas e dois capacetes, sendo um preto e outro colorido. Porém, não foi localizada nenhuma arma”, revela Deusny Aparecido Silva Filho, que não soube dizer se o rapaz estava sozinho. “Não posso garantir essa informação.”
 O superintendente revela que o suspeito “é um jovem que já havia cumprido pena por roubo qualificado mediante o uso de arma de fogo, formação de quadrilha, entre outras situações. Ele está envolvido em dois fatos desses crimes que estamos investigando”, afirma.
 PRISÃO TEMPORÁRIA
 Ouvido nesta sexta-feira e com a prisão preventiva decretada, o suspeito ficará detido em Goiânia, mas o local é mantido sob sigilo pela polícia. “O que posso dizer é que ele é conhecido no meio policial, está preso e muito bem seguro em uma das celas da capital. Continuará bem guardado, pois obviamente continuaremos investigando ele, colhendo declarações e depoimentos”, revela o superintendente.

Ainda segundo o delegado, o suspeito pode ser investigado em mais fatos posteriormente ou ser excluído, inclusive, desses dois casos com os quais ele estaria envolvido. “Há outros suspeitos sendo investigados, há outros mandados de prisão a serem expedidos. As investigações estão tramitando em passos largos”, diz.
 REDUÇÃ
 Além da prisão, outra novidade sobre a força-tarefa, também divulgada nesta sexta-feira, é a redução de números de vítimas, que, de 18, passam para 17 casos. “Na manhã de hoje, sentamos em reunião junto à investigação e concluímos que uma ‘tentativa’ que estávamos investigando sequer aconteceu. Foi fruto da imaginação de uma possível vítima e que se lançou na internet e redes sociais e fez com que a Polícia Civil perdesse muito tempo, muito dinheiro em busca de um fato que sequer existiu. Então excluímos esse fato e agora estamos com 17 fatos sob investigação”, diz Deusny Aparecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas