PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Horário eleitoral gratuito: Agnelo Queiroz tem o dobro do tempo de Arruda e Rollemberg

Com candidatura ameaçada na Justiça, Arruda é o preferido nas pesquisas.

O atual governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT), candidato à reeleição, é o que terá mais tempo de rádio e TV no horário eleitoral gratuito que começa nesta terça-feira (19): sete minutos e 58 segundos, em cada mídia. O montante é o dobro dos seus principais concorrentes: Arruda e Rollemberg.
Ele faz parte da coligação “Respeito por Brasília”, formada por 16 partidos. Em seguida, vem Rodrigo Rollemberg (PSB), da coligação “Somos Todos Brasília”, que terá três minutos e 59 segundos para se apresentar. José Roberto Arruda (PR), que entrou na coligação “União e Força”, ficou com três minutos e seis segundos. Percilliane Marrara, do Partido da Causa Operária (PCO), garantiu um pequeno espaço de 1 minuto e seis segundos, referente ao tempo igualitário para todos...
O atual governador do DF, Agnelo Queiroz, terá mais tempo de rádio e TV: sete minutos e 58 segundos. Foto: Reprodução/Internet.

Para fazer a divisão,o TRE-DF (Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal) , o tribunal utilizou o sistema informatizado desenvolvido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Para os candidatos ao cargo de Governador, o tempo total igualitário para os partidos/coligações é de um minuto e seis segundos, para rádio e TV, que é somado ao tempo proporcional de cada partido e coligação. 
Para Flávio Testa, cientista político e professor da Universidade de Brasília (UnB), os candidatos têm razão de buscar mais tempo de TV para fazer sua propaganda, já que é a mídia com maior impacto no eleitorado atualmente. Segundo ele, ainda não há uma avaliação objetiva sobre o impacto das redes sociais da internet no resultado das eleições, mas quase a totalidade dos partidos buscam mais tempo para fazer promessas e seu “jogo de sedução midiática”.
— [Os candidatos] fazem um jogo de sedução midiática e, provavelmente, a TV tem um impacto enorme. Ainda não temos hoje uma avaliação objetiva do impacto das redes sociais [sobre o eleitorado], ainda não há como medir ao certo. Mas, eu acredito que haja cada vez mais tentativas de conquistar o eleitorado na internet.
Testa disse ainda que atualmente há “um conjunto de ações”, um verdadeiro esforço, para montar e desmontar a imagem dos políticos – o que é bem mais fácil nas redes sociais. Porém, ele não acredita que o impacto seja maior que o da televisão. Para o cientista político, as redes sociais hoje só conseguem “dissolver um pouco” a força da TV. Segundo o profissional, a expectativa nas Ciências Políticas é que a avaliação sobre o impacto das mídias sociais seja feita ainda neste ano e, a partir daí, será possível entender melhor esse fenômeno dos tempos modernos.
— Vamos avaliar, mas não creio que seja mais forte que a televisão ainda. Acredito que os partidos ainda vão buscar, [por muito tempo], publicidade eleitoral na TV. É por isso que os partidos buscam alianças, é por isso que você vê o [ex-presidente] Lula beijando a mão do [deputado federal] Maluf - por um minuto de televisão.
Pesquisas
Se as eleições fossem hoje, o ex-governador José Roberto Arruda (PR) conseguiria 35% dos votos, ficando na frente de Agnelo Queiroz (PT), que tem 19%, e do senador Rodrigo Rollemberg (PSB), que tem 13%. Os números são da última pesquisa eleitoral divulgada pelo Datafolha nesta sexta-feira (15). Como a margem de erro da pesquisa é de quatro pontos percentuais, Agnelo e Rollemberg estão tecnicamente empatados. Toninho do PSOL aparece com 7% das intenções de voto, ficando na frente do tucano Luiz Pitiman, do PSDB (4%) e de Perci Marrara (PCO), que não chegou a 1% das intenções de voto.
Fonte: Por MYRCIA HESSEN, portal R7DF - 19/08/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas