PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Polícia Civil prende suspeito de estuprar 16 mulheres na Grande Goiânia

http://www.jornalopcao.com.br/wp-content/uploads/2014/08/10583979_530738243722887_8842900304008193011_n.jpghttp://www.jornalopcao.com.br/wp-content/uploads/2014/08/Dennes.jpgSuspeito era foragido do Presídio de Trindade desde setembro do ano passado. Em 2009 ele havia sido condenado pelo mesmo crime Dennes Rafael, suspeito de estuprar 15 mulheres na Grande Goiânia Investigações conjuntas entre as Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (Deam) resultou na prisão de um homem suspeito de estuprar 16 mulheres em Goiânia e região metropolitana entre os meses de março e julho deste ano. Além da prática não consensual do sexo, as vítimas alegaram à polícia que também eram roubadas pelo estuprador. O suspeito Dennes Rafael Gomes Prado Castro, de 30 anos, era foragido do Presídio de Trindade desde setembro do ano passado. Em 2009 ele  havia sido condenado pela justiça também pela crime de estupro.

Em entrevista ao Jornal Opção Online nesta segunda-feira (11/8), a delegada titular da Deam da região Central, Ana Elisa Gomes Martins, afirmou que a forma de agir do suspeito nos 16 casos registrados era semelhante. “Dennes entrava armado em algum estabelecimento comercial, onde geralmente ficam apenas mulheres, abordava as vítimas e as levavam para um banheiro para praticar o crime e fugia logo em seguida em uma motocicleta escura.”

Foi por meio do veículo utilizado na fuga que a polícia chegou até Dennes Rafael. A delegada Ana Elisa conseguiu informações da placa da motocicleta e descobriu que no dia 21 de julho o veículo havia sido multado. “Depois disso, solicitei a imagem do sensor fotográfico do radar junto a Secretária Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) e constatei que no dia da multa o suspeito usava a mesma camiseta que usou em um dos estupros”, disse.

A partir dessas informações a polícia descobriu que a camiseta era o uniforme da empresa onde ele trabalhava como vidraceiro. De acordo com Ana Elisa, o suspeito cometia os crimes antes ou depois do expediente. Em alguns casos o suspeito contou com ajuda de Daniel Lourenço Fernandes, de 37 anos, que emprestava a motocicleta e a arma usada no
s crimes. Em compensação recebia parte do dinheiro dos roubos cometidos por Dennes Rafael.
Delegada Ana Elisa em conversa com a impressa apresenta foto de suspeito foragido

Delegada Ana Elisa em conversa com a impressa apresenta foto de suspeito foragido

“Daniel Lourenço, que está foragido, já cumpriu pena em Trindade pelo crime de estupro. Os dois suspeitos se conheceram no presídio e a partir daí surgiu uma amizade criminosa”, revelou a delegada Ana Elisa.

Entre as 16 vítimas, uma é menor de idade, o que configura estupro de vulnerável. A legislação brasileira considera o estupro um crime hediondo. Atualmente a pena pode chegar a 10 anos de reclusão para cada caso, aumentando para 20 anos se a vítima for menor de idade e 30 anos se a conduta resultar em morte. Com a divulgação, dos suspeitos a polícia acredita que mais vítimas possam comparecer às delegacias fonte
.jornalopção

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas