PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Preso suspeito de matar pastor por causa de assento de ônibus


A vítima foi golpeada com seis facadas no rosto e morreu no último sábado (13)

Foi preso nessa terça-feira (16) o suspeito de golpear com facadas um pastor dentro de um ônibus interestadual que vinha de Goiânia (GO) e parou na rodoviária de Taguatinga, no feriado de 7 de setembro. Segundo testemunhas, Alessandro Veloso Pires, de 40 anos, foi atingido por um homem que se recusou a sair da poltrona reservada pelo pastor. Alessandro levou seis golpes e morreu no último sábado (13).
De acordo com o delegado da 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), Moisés Martins, o suspeito havia sido preso por policiais da 1ª DP (Asa Sul) no SIA, no dia 11, portando a faca utilizada no crime. Guilherme Augusto Rodrigues Martins, 23 anos, foi liberado logo depois. Ao voltar na delegacia para pegar suas facas, na terça-feira (16), havia um mandado de busca pedido pelo delegado da 12ª DP. 
Segundo o delegado Moisés, o suspeito é ex-fuzileiro naval. Ele vai responder por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e sem chance de defesa da vítima e pode pegar até 30 anos de prisão.

Relembre o caso
O pastor viajava com os filhos de 5 e 12 anos para ver o filho mais velho desfilar pelo Exército nas celebrações da Independência. Testemunhas disseram à polícia que não houve discussão. No entanto, Guilherme Augusto Rodrigues Martins, ficou irritado com a situação e utilizou uma das três facas que levava consigo para golpear o homem. No momento, o globo ocular da vítima saiu. O ataque acabou atingindo também parte da massa encefálica. Ele foi encaminhado ao Hospital de Base e permaneceu em estado grave até o sábado (13), quando veio a óbito. 


*Com informações de Luis Nova
Fonte: Da redação do Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas