PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Sobram ataques e faltam propostas em debate com Dilma e Aécio no SBT; candidata passou mal ao dar entrevista ao vivo.

Aécio e Dilma se encontram em debate no SBT

Os candidatos trouxeram para o debate do SBT, que começou agora há pouco, às 18 horas, os mesmos temas do debate da terça-feira (14) na TV Bandeirantes. A candidata Dilma Rousseff voltou a afirmar que ninguém foi preso nos  escândalos da época que o PSDB estava no governo. Aécio reagiu afirmando que não queria falar do passado, mas olhar para o futuro e abordou o tema das denúncias de desvios bilionários na Petrobrás. “Ou a senhora foi  “incompetente ou inconveniente”.
O debate nesta quinta-feira (16) é promovido pelo SBT, Jovem Pan e o site UOL. É o 2º debate presidencial antes da segunda etapa das eleições. Na terça-feira, os presidenciáveis estiveram na TV Bandeirantes para participar do primeiro encontro antes do 2º turno.
Os dois candidatos se mostram tensos e com o mesmo estilo de atacar um ao outro, sem trégua. Ao ser questionado sobre o Pronatec, exatamente para mostrar a diferença que ela atribuiu dos governos petistas em relação aos tucanos, de investir em projetos sociais. Aécio rebateu dizendo que a ideia do Pro-Uni começou em Goiás com um projeto do governo de Marconi Perillo.
Aécio repetiu a mesma pergunta do debate anterior, sobre a inflação “assunto que interessa a dona de casa”. Dilma voltou a repetir ter “certeza” que a inflação está sob controle e que há no Brasil a tentativa de criar o clima do “quanto pior melhor”. Citou como exemplo as críticas feitas antes da realização da Copa do Mundo. “A candidata tem muito justificativa, mas nenhuma solução”, ironizou Aécio Neves em sua réplica. Para ele, Dilma está “mascarando a realidade ”e que o governo da presidente foi “leniente com a inflação”.
Um momento tenso do debate foi quando os dois se acusaram de contratar parentes para cargos públicos. Diferentemente do debate da TV Bandeirantes, desta vez Aécio aceitou falar sobre sua irmã. Éle afirmou que ela trabalhou como voluntária em seu governo em Minas Gerais que é muito compete e afirmou que o irmão da presidente foi nomeado por Fernando Pimentel.
Depois de se acusarem de sobre denúncias contra seus partidos, Aécio disse que se chocou com a informação de que 24 jovens são assassinados por dia no Brasil. Ele diz que a política de segurança do governo falhou porque não salvou a vida dos jovens. Dilma rebateu, apresentou números de investimento em segurança e de programas de proteção nas fronteiras. O tucano criticou as ações e afirmou que vai “liderar pessoalmente uma política nacional de segurança pública”. Os candidatos também discutiram obras de mobilidade urbana.
Dilma disse que assinou a Lei Seca e perguntou se Aécio se ele era favorável ou contra motorista soprar o bafômetro em blitz, para lembrar quando ele se recusou a fazer o teste no Rio de Janeiro. Aécio disse que se arrependeu disse e partiu para o ataque à estratégia do PT de fazer campanha de ataques. Repetiu várias vezes que Dilma mentiu, por que ela “mente tanto o tempo inteiro”. Dilma retrucou no mesmo tom, acusando ele de mentir sobre os investimentos que ele fez em saúde e em educação.
Aécio reclamou que Dilma estava desrespeitando Minas Gerais, que seus governos foram exemplo de gestão pública, que seu Estado tem a melhor educação fundamental do País e a melhor saúde do Sudeste. Dilma rebateu: “Não coloque Minas Gerais como sendo o senhor. Minas não é o senhor. Eu nasci em Minas antes do senhor e saí de lá por que fui perseguida. Eu nem os mineiros concordamos com isso.”
“É muito triste ver uma presidente mentindo”, reagiu Aécio quando Dilma novamente voltou a questioná-lo sobre a construção de um aeroporto nas terras de um tio no município de Cláudio. “A área foi desapropriada, não é da minha família”, voltou a repetir e afirmou que suas contas no governo de Minas foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). O tucano disse a Dilma para ela debater os temas do país pois um “desavisado pensaria que ela está disputando o governo de Minas Gerais”.
O candidato tucano questionou uma fala da adversária em que ela teria dito que “qualquer um pode cometer corrupção”. “O sr. manipula as palavras. O sr. se acha acima de qualquer crítica e de qualquer avaliação”, reagiu a presidente. 
E concluiu “Você não é um candidato acima de qualquer suspeita. O que suspeitam do sr. e de mim é o que suspeitam de qualquer um. Nós temos de provar que estamos além da suspeita. Todos os dias temos de provar a nossa honradez”.o popular 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas