PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Após denúncia sobre multas, Antônio Fúcio desiste de dirigir Detran no DF



Escolhido de Rollemberg ao cargo recebeu 50 infrações de trânsito até 2007. Ele afirma querer evitar constrangimento ao GDF, que confirma desistência.

Indicado como diretor do Detran do DF, Antônio Fúcio, cumprimenta o governador Rodrigo Rollemberg; ele desistiu do cargo depois de notícia sobre ter recebido 50 multas (Foto: TV Globo/Reprodução)
Escolhido pelo governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, para ser o diretor-geral do Detran, o economista Antônio Fúcio desistiu de assumir o órgão, um dia depois de ser indicado. A decisão foi tomada neste sábado (3) depois de veiculada a notícia de que ele recebeu 50 multas de trânsito entre 2006 e 2007.
“Abri mão para evitar constrangimento para o governo que estão começando, evitar um desgaste. Eu prezo muito mais pelo governo do que por essa questão individual”, afirmou Fúcio ao G1.
A assessoria do governador confirmou a informação. O chefe do Executivo não se pronunciou a respeito. Nenhum nome foi indicado para o lugar de Fúcio até as 19h deste sábado.
Pela manhã, ao ser informado sobre as infrações do diretor indicado, Rollemberg afirmou à reportagem da TV Globo que não sabia dessa situação. “Ele tem a nossa confiança, mas essa essa questão das multas ele tem que resolver. Ele está submetido a todas as questões legais como qualquer cidadão comum”, disse. “Eu desconheço essa situação, mas vou averiguar.”
Fúcio recebeu as 50 multas, todas por excesso de velocidade. Ele entrou com ação na Justiça para reverter as infrações. Ele perdeu na primeira instância, recorreu e conseguiu anular parte das infrações.
Mais cedo, Fúcio disse que recebeu as multas todas de uma vez durante o processo de unificação do sistema do Detran e do Denatran, em 2008. Ele afirmou que recorreu de todas como qualquer cidadão e que hoje tem 8 pontos na carteira de habilitação e uma notificação ainda pendente.
“O processo morreu. O Detran ganhou uma parte, eu ganhei outras. A sentença final foi dada em 2012. No período, não havia ligação no sistema. As multas vieram todas de uma vez, quando unificaram. Aliás, tem até multa equivocada, multa duplicada”, diz.

Contribuição
Apesar de desistir do cargo, Fúcio não descartou participação no governo de Rollemberg. “Não descarto contribuir com o governo. Eu fui indicado ao Detran para implantar uma filosofia diferente, pela minha experiência em gestão pública.”

do G1 DF

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas