PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Governador crê no entendimento com professores e normalidade na volta às aulas

Rollemberg garantiu empenho no pagamento de dívida com servidores da EducaçãoO governador Rodrigo Rollemberg afirmou acreditar em um entendimento com os servidores da Educação do Distrito Federal para a normalidade da volta às aulas na próxima semana. Em visita hoje às instalações da Escola Classe 6, no Cruzeiro Novo, recuperadas após parcialmente destruídas por um incêndio, no final do mês passado, Rollemberg ressaltou os esforços da sua gestão para evitar a greve dos professores.“Os professores são conscientes de que herdamos uma dívida do governo passado e estamos reduzindo secretarias, administrações regionais e cargos comissionados de livre provimento. Tudo para garantir a normalidade do serviço público”, disse o governador, ao destacar que os pagamentos de salários deste ano estão sendo priorizados. A unidade de ensino do Cruzeiro Novo está entre as 336 escolas que passaram por reparos (revisões nas partes elétricas, hidráulicas e de esgoto) durante o período das férias escolares para que pudessem garantir o atendimento básico dos alunos no retorno do ano letivo, que começa nesta segunda-feira (23).Como recuperação de duas alas destruídas pelo fogo, foram trocados os forros do tento, vidros, refeita a parte elétrica e a pintura, a um custo de R$ 85 mil. A troca de lâmpadas, reatores e vidros das outras salas de aula que estavam danificados foi feita com recursos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF), que distribuiu cerca de R$ 9 milhões entre as 657 escolas públicas do Distrito Federal.O governador ressaltou que os vencimentos dos professores e de todos os funcionários da Secretaria de Educação estão em dia, de acordo com o cronograma de pagamento dos servidores do DF anunciado em janeiro. “Queremos garantir o melhor ambiente possível na educação. É nosso compromisso para que o DF possa melhorar os índices de qualidade na educação”, disse Rollemberg.

Escala dos atrasados
Dentro do planejamento do governo, 88% dos professores recebem o pagamento até o quinto dia útil do mês. Já quem ganha acima de R$ 9 mil líquidos têm o complemento pago em datas escalonadas: os 2.620 professores que ganham até R$ 11 mil recebem tudo até o dia 15; os 2.274 que ganham até R$ 16 mil têm o pagamento quitado no dia 24; e os 458 profissionais com remuneração acima disso têm o valor integral depositado até o último dia útil do mês.
Os débitos referentes a 2014, da ordem R$ 148 milhões, serão pagos até junho de 2015, de acordo com previsão anunciada pelo governo. Se a antecipação de receita orçamentária (ARO) for aprovada pelo Tesouro Nacional, a dívida com a categoria será paga integralmente e imediatamente.fote manchete digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas