PLANTÃO DE NOTÍCIAS

.MP das dívidas dos clubes é assinada pela presidente Dilma,Para o presidente da comissão especial, deputado Jovair Arantes a edição da medida provisória representa um grande avanço para o esporte brasileiro

MP das dívidas dos clubes é assinada pela presidente Dilma
Depois de quase dois anos de intensos debates sobre a situação dos clubes de futebol a presidente Dilma Rousseff, assinou nesta quinta-feira (19), em cerimônia no Palácio do Planalto, a medida provisória que trata da renegociação das dívidas dos clubes de futebol com a União, estimadas atualmente em R$ 4 bilhões.

Nos últimos dias, parlamentares, representantes dos clubes e Governo se reuniram diversas vezes para chegar a um acordo sobre o texto da medida provisória. Entre os principais pontos, ficou definido que os clubes terão de cumprir algumas exigências como :
- publicar demonstrações contábeis padronizadas e auditadas por empresas independentes;
- pagar em dia todas as contribuições previdenciárias, trabalhistas e contratuais, incluindo direito de imagem;
- gastar no máximo 70% da receita bruta com o futebol profissional;
- manter investimento mínimo e permanente nas categorias de base e no futebol feminino;
- não realizar antecipações de receitas previstas para mandatos posteriores, a não ser em situações específicas;
- adotar cronograma progressivo dos déficits que deverão ser zerados a partir de 2021;
Os clubes que desrespeitarem as regras poderão ser rebaixados de divisão.



Para o presidente da comissão especial, deputado Jovair Arantes a edição da medida provisória representa um grande avanço para o esporte brasileiro. “A lei beneficiará todos os segmentos envolvidos: clubes, jogadores, governo e entidades esportivas,” afirmou Jovair.
Ao comentar a elaboração da MP, Dilma citou que a "grave situação" dos clubes de futebol no país é fruto de um conjunto de problemas. A presidente afirmou que o futebol é um "espetáculo que toca na alma de cada um.”

Após ser publicada no “Diário Oficial da União”, a MP passará a valer como lei e vai vigorar por até 120 dias. Com a publicação, uma comissão especial formada por deputados e senadores analisará o texto e poderá fazer alterações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas