PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Região da PM em que Águas Lindas está incluída teve redução de 24,06% em relação ao número de homicídios

tenente-coronel José Luiz ,Biano(foto divulgação)

da redação                        
Em entrevista exclusiva ao Jornal Águas Lindas (JAL), o  tenente-coronel José Luiz ,Biano responsável pelo comando do 13º Comando Regional da Polícia Militar, afirmou que o número de homicídios em Águas Lindas e região está diminuindo. Segundo o tenente-coronel, Águas Lindas pertence a 17ª Região Integrada de Segurança Pública (RIPS), que foi implantada pela Secretaria Estadual de Segurança Pública, através do programa estadual Goiás Cidadão Seguro. Também fazem parte dessa região, os municípios de Santo Antônio do Descoberto, Cocalzinho, Padre Bernardo, Mimoso de Goiás e Alexânia, que, mesmo não fazendo parte da 17ª região, tem suas estatísticas direcionadas para a RISP que compreende Águas Lindas.
Em dados concretos a redução de homicídios no ano de 2014 foi de 24,06%. Em 2013, segundo informações da própria Polícia Militar (PM), houve 212 homicídios, em 2014, esse número caiu para 161, uma redução de 51 casos.
O tenente-coronel explica que a meta do programa Goiás Cidadão Seguro é reduzir em 10% o número de homicídios. Em 2014, somente no primeiro trimestre foram contabilizados 44 casos de homicídios, já em 2015, até o momento, foram constatados 35 casos, sendo que a meta para esse trimestre é de 40 casos.
Esses números, afirma o tenente-coronel, representam um avanço, uma vez que a 17ª RISP ficou em segundo lugar no ranking das 18 regiões integradas, perdendo apenas para a região que abriga o município de Porangatu. 
Fatores positivos
Para José Biano são diversos os fatores que contribuem para a diminuição dos casos de homicídios, mas alguns, ele afirma, devem ser ressaltados como é o caso do aumento do número de efetivo policial que subiu de 374 policiais para 590. Outro fator colaborativo ressaltado por ele foi com relação às viaturas. “Todo ano nós trocamos nossos veículos, então nós só trabalhamos com veículos praticamente novos e locados, por isto, não precisamos sofrer quando uma viatura tem baixa, e só encaminhar para a locadora e ela coloca outra no lugar”, disse. Segundo o tenente-coronel, diariamente, são colocadas nas ruas cerca de 54 viaturas.
O número de policias nas ruas também aumentou. Há pouco tempo o número de policiais em serviço nas ruas não passava de 55 hoje são 102. Tudo isto, informa José Biano, apoio o trabalho da PM. 
O trabalho conjunto entre a PM e a Polícia Civil também é outro aspecto que vem ao encontro da diminuição dos casos de homicídios. José Biano fala que a criação da Delegacia de Atendimento à Mulher e ao Menor, a Delegacia de Homicídios e o Grupo de Combate ao Narcotráfico, foram essenciais para que os casos diminuíssem.
A presença do poder Judiciário, através de seus magistrados, quanto dos 22 servidores ofertados pela prefeitura municipal de Águas Lindas para trabalharem no Centro de Operações da Policia Milita (Copom), também contribuem com essa redução.
Causas  
José Biano é bem claro ao dizer que o maior causador dos casos de homicídios é o tráfico de drogas. Segundo ele, a maioria das pessoas que são vítimas desses casos estão direta ou indiretamente relacionadas com o tráfico de entorpecentes. Ele também menciona que os dias que mais ocorrem homicídios são sexta-feira, sábado e domingo, nos horários de 17h às 23h.
Na visão do tenente-coronel, existe atualmente uma banalização em relação à vida. “A vida está banalizada, o maior bem da pessoa está banalizado. E muitas mortes também ocorrem por causa de discussões em bares e até mesmo entre marido e mulher, questões de família, e este, é um crime difícil de ser combatido pelo fato de que eles ocorrem dentro de casa”, destaca.
Outro ponto que também atrapalha o serviço da PM, segundo o tenente, são os trotes. “Porque quando nós descolamos para atender a um chamado que não existe, impede que outros casos sejam de fato atendidos”, observa. Ele também disse que muitas mortes ocorrem em bares, e que, muita das vezes, são ocasionados por discussões triviais, mas que levam à morte. “Porque uma pessoa que quer matar o outro, ela pode até não conseguir hoje, mas uma dia ela vai conseguir, ou seja, ela insiste até conseguir”, explica. Por isto, ela ressalta, a população tem sido a maior parceira da PM em Águas Lindas. “A PM tem uma parceria muito grande com a comunidade. A gente orienta a população a denunciar qualquer caso que possa ser suspeito, porque garantimos que a identidade do denunciante será mantida em sigilo caso ele queira”, diz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas