PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Santo Antônio do Descoberto tem Portal da Transparência





Durante uma reunião com representantes do Ministério Público de Goiás e Controladoria da Geral da União o prefeito Itamar Lemes  garantiu adesão ao Programa Público
 Da redação do JAL
Apesar do pleno funcionamento  do Portal a Transparência em Santo Antonio do Descoberto o prefeito Itamar Lemes garantiu a adesão ao Termo de Ajuste de Conduta (TAC) para ampliar e atualizar o Site da prefeitura, onde são publicados as ações de governo.
 O prefeito participou de uma reunião ma manhã desta segunda-feira (23) membros do Ministério Público de Goiás (MP-GO) e da Controladoria Geral da União (CGU), no auditório da Promotoria de Justiça de Águas Lindas com participação de prefeitos, presidentes de Câmaras Municipais,  secretários de governo e Promotores de Justiça para tratarem sobre a implantação definitiva do Portal da Transparência.
Itamar  garantiu a incrementação e regularização do portal. Isso vai garantir a parceria com o MP-GO e CGU  para implementação  através de treinamentos para os operadores e implantação de softwere cedido pela CGU. Foi garantido também a adesão ao programa pela Câmara de Vereadores de SAD.
Segundo o coordenador do CAOPP, Rodrigo César Bolleli Faria, desde 2013 todos os municípios com mais de 10 mil habitantes estão obrigados a ter o portal da transparência.
Entre os presentes  no evento,  o prefeito  Itamar Lemes,  de Águas Lindas Hildo do Candango, representantes do prefeito de Alexânia, respectivos Procuradores dos Municípios e chefes Municipais da Controladoria.
O evento foi realizado com o apoio dos  promotores de justiça Tânia d’Able Rocha de Torres Bandeira(Águas Lindas) Ana Carolina Falconi Alves (SAD) Bernardo Borges (coordenador do GGI) e Rodrigo César Bolleli (coordenador do CAOPP), este, fez as explanações sobre as propostas apresentadas e Dalton Rocha Pinheiro da CGU.
De acordo com o MP os governantes terão  10 dias para responder ao MP-GO sobre os termos da minuta. Se não houver a resposta ou se ela for negativa, os promotores darão andamento às ações legais, que podem ser acionamento por improbidade administrativa e também pedido de bloqueio de repasse de recursos.


Também foi evidenciada a necessidade de implantação das áreas de Controle Interno, chefiadas por servidores efetivos. As  reuniões deste projeto estão sendo promovidas em várias cidades do Entorno do DF.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas