PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Em protesto, alunos de escolas estaduais de Águas Lindas vão à sessão da Câmara cobrar Passe Livre Estudantil





Os vereadores aprovaram requerimento que solicita ao Executivo o pagamento do beneficio que já é lei municipal através de PL aprovado por unanimidade na Casa
Assim como todo trabalhador, o estudante, que também é considerado pelo Estado como um trabalhador possui entre seus direitos assegurados o vale-transporte para aqueles que realmente necessitam se deslocar de suas casas aos ambientes de trabalho e o escolar. Em 2013, o aumento nas passagens de ônibus em São Paulo – cidade que não paga o Passa Livre Estudantil (PLE) – levou milhares de pessoas às ruas da cidade e depois se espalhou para outros municípios de todo o País. Lá, na ocasião, o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB) precisou voltar atrás em relação ao reajuste, que, segundo os estudantes, seria impossível de ser pago.
Hoje, em Águas Lindas de Goiás, durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores, alunos de várias escolas da rede estadual foram em forma de protesto pedir para que os vereadores cobrem da Prefeitura o pagamento do PLE.
Com faixas e cartazes, entoando gritos de ordem, os alunos permaneceram até o fim da sessão e saíram de lá com um requerimento aprovado, que visa cobrar do Executivo a retomada do Projeto de Lei (PL) que garante o PLE.
Em entrevista ao Jornal Águas Lindas (JAL), um dos organizadores do movimento, o aluno Marcos Brendo Faria de Azevedo, de 19 anos, disse que os alunos estão reivindicando porque o PLE é um “direito” do estudante. Marcos que é aluno na Colégio Estadual de Águas Lindas (CEAL), afirmou que muitos alunos deixaram de fazer provas, trabalhos e outras avaliações, para poderem estar presentes na manifestação. Como ele também lembrou, alguns diretores de escolas estaduais, assim com a Subsecretaria Regional de Educação do Estado, não estão apoiando aos alunos nessa busca.
Essa cidade infelizmente respira política, porém não são todos que estão a favor dos estudantes”, disse.
O organizador ressaltou que muitos alunos precisam fazer longas caminhadas para chegar até suas escolas. Ele citou seu caso como exemplo, que precisa caminhar por cerca de duas horas para chegar até a escola onde estuda. “Todo meu deslocamento é custeado com meu próprio dinheiro”, ressaltou Azevedo.
Situação
Pelo que pode ser compreendido através dos discursos dos vereadores durante a sessão, a história do PLE em Águas Lindas começou anos atrás. Segundo os vereadores, no início foi aprovado um requerimento que solicitava da prefeitura o direito, depois, foi feito um PL, de autoria do vereador Reginaldo (PP), solicitando o mesmo direito. O PL foi aprovado por unanimidade na Casa, porém, o Executivo, na época, o vetou. E foi justamente para pedir a derrubada do veto que os estudantes compareceram na Câmara.
Agora, após a pressão dos estudantes, os vereadores, aprovaram de última hora o requerimento (076/15) que cobra do governo a colocação do PLE em prática. “Espero contar com a boa vontade do prefeito que sempre tem atendido a nossos pedidos”, observou o vereador Reginaldo, que também é autor desse requerimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas