PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Goiás se destaca como o maior produtor de grãos em 2015, afirma IBGE

A  previsão é que haja nesta safra aumento de 11% em relação à safra 2014/15

Diante da crise econômica e política que o Brasil enfrentou no ano de 2015, Goiás surge como exceção, em matéria de desenvolvimento. O desenvolvimento aqui deve ser considerado em dois segmentos, o tecnológico (investimento financeiros e implantação de indústrias e empresas) e o humano (qualificação de mão-de-obra e oferta de trabalho). Porém, em matéria de produção, o Estado se destacou na produção de grãos, sendo considerado o maior produtor de 2015/2016, segundo dados da última conjuntura do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outro Estado que se destacou na produção foi o tradicional campeão Mato Grosso.
Conforme informações divulgadas pelo IBGE, a previsão é que haja nesta safra aumento de 11% em relação à safra 2014/15.
“O Estado [Goiás] vai ultrapassar Mato Grosso, Paraná e Rio Grande do Sul, que nas últimas temporadas lideraram o ranking dos maiores produtores. O desempenho esperado para Goiás vai garantir ainda o recorde da produção brasileira”, afirmou o instituto.

Cristalina

O município goiano que se destacou foi Cristalina, chegando a ser foco de uma matéria publicada no jornal paulista O Estado de São Paulo, como o seguinte título: “Alheia à crise, Cristalina cresce e gera empregos no agronegócio.”
O governador do Estado, Marconi Perillo (PSDB) – que também se destacou em 2015 por ter jogo de cintura e conseguir ter um bom relacionamento tanto com o seu partido quanto com o governo federal, de que é oposição – publicou em sua página no Facebook a notícia dada pelo jornal. Segundo Perillo, a reportagem confirma o resultado de sua gestão de investir e incentivar o agronegócio. Ainda de acordo com ele, a cidade é considerada hoje “a maior área irrigada da América Latina”.

Dados

Na safra passada, Goiás representou 9,1% da produção nacional. O incremento da colheita goiana vai ser equivalente a 65,7% da expansão geral. A colheita em Mato Grosso deverá crescer 1%, para 52,203 milhões de toneladas, a do Paraná tende a aumentar 1,4%, para 38,143 milhões, e a gaúcha poderá recuar 4,4%, para 30,255 milhões.

Fonte: Redação



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas