PLANTÃO DE NOTÍCIAS

PCDF aprende super maconha no aeroporto de Brasília



Da redação do JAL
A PCDF realizou na noite do último sábado (27), a prisão de um homem logo após desembarcar no aeroporto internacional de Brasília com 5,5 kg de skunk. A droga estava escondida dentro da mala do passageiro, junto com espumas. A prisão do autuado foi realizada pela equipe da Coordenação de Repressão às Drogas
(Cord/PCDF) e contou com o apoio de policiais federais.
Segundo o titular o delegado Rodrigo Bonach, o skunk - que é uma espécie de maconha, porém com elevado teor de substância psicoativa denominada tetrahidrocanabinol (THC) - tem um alto valor de mercado e, assim, é considerado uma droga da elite, devido ao seu alto custo.  “Cada quilograma de skunk é comercializado por R$ 60 mil.” Na apreensão realizada pela Cord, considerada histórica, o autuado A.O.C., de 28 anos, transportava a droga avaliadoa em pelo menos R$ 330 mil. “Essa é a primeira vez que a polícia tem êxito de realizar uma apreensão desse porte”, destaca.
Segundo Bonach, a droga apreendida era proveniente de Manaus/AM, cidade onde Alex embarcou com o skunk com destino à capital federal.  As investigações, iniciadas após denúncia anônima, apontaram que o autuado não tinha passagem criminal anterior e que, possivelmente, apenas serviu de “mula” para transportar a droga a ser comercializada no DF.
Após as formalidades legais, o autuado foi recolhido à carceragem da PCDF, onde permanece à disposição da Justiça. Caso haja condenação pelo crime de tráfico interestadual de drogas, a pena pode chegar a 1anos de
reclusão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas