PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Polícia Civil prende suspeito de cometer latrocínio de Jéssica


Da redação JAL
Após negociar por quatro dias com advogado, delegado conseguiu fazer com que Cléber Junio se entregasse à polícia
A Polícia Civil confirmou na tarde desta quinta-feira (10) a prisão do segundo suspeito de participar do latrocínio que vitimou a vendedora Jéssica Ferreira da Silva, de 23 anos, no dia 28 de fevereiro, nas proximidades de sua casa, no Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia. Cléber Junio Macedo Condes, de 18 anos, é considerado coautor do crime e estava foragido.
Ele foi levado à Delegacia Regional de Aparecida após negociação entre o advogado de Cléber e a Polícia Civil. Segundo o titular da regional, André Fernandes, o jovem estava escondido em Formosa – cidade localizada a cerca de 290 quilômetros da Capital, na região Nordeste do Estado. Ele admitiu ter pilotado a moto utilizada no crime, mas nega ter mandado o adolescente efetuar o disparo.
Identificado dois dias após o crime, ocorrido na Rua 2, no Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia, Cléber não tinha sido localizado até então, uma vez que fugiu para a casa de parentes no interior. O adolescente de 14 anos que estava na garupa da moto, e que foi quem atirou na vendedora, acabou capturado na noite da última sexta-feira (04/03) em Caldas Novas, cidade para onde se mudou junto com seus pais logo após o latrocínio.
Quando apreendido, o adolescente contou que Cléber foi quem mandou ele atirar após ver um dos dois rapazes que acompanhavam Jéssica enfiar a mão debaixo da camisa. Ele alegou que não pretendia acertar a garota. Ao se apresentar, Cléber negou ter mandado o comparsa atirar.
A polícia, que já apreendeu a moto usada pela dupla e a camiseta que o adolescente usou quando matou a vendedora, espera localizar agora a arma usada no crime, mesmo assim dá o caso como concluído. “Já temos o relato e reconhecimento das testemunhas e a confissão dos dois. Achando ou não a arma, o fato está materializado e o inquérito será remetido no máximo até amanhã para o Poder Judiciário”, afirmou o Delegado André Fernandes.
Antes de roubar dois aparelhos de telefone de celular das três pessoas que estavam com a vendedora e a corrente de ouro que ela usava, Cléber e o adolescente haviam assaltado outras duas pessoas na mesma noite em Aparecida de Goiânia. Ambos já possuem várias passagens pela polícia, e em suas páginas pessoais no Facebook postavam fotos e frases com apologia a crimes.fonte whtsapp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas