PLANTÃO DE NOTÍCIAS

TJGO mantém júri de Tiago Henrique pelo assassinato de Edimila Borges

O assassino em série vai responder por mais uma acusação de homicídio que pode somar à sua longa lista de condenação jamais vista no estado. Neste caso a defesa de Tiago requereu a impronúncia, alegando a inexistência de indícios de autoria


Da redação do JAL

Em Goiânia o Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO), por unanimidade, negou o pedido de impronúncia de Tiago Henrique Gomes da Rocha, pelo assassinato de Edimila Ferreira Borges. A decisão confirma pronúncia do juiz Jesseir Coelho de Alcântaraapesar de o Ministério Público ter se manifestado pela impronúncia por falta de provas.
A defesa de Tiago requereu a impronúncia, alegando a inexistência de indícios de autoria. O Tribunal entende que há indícios suficientes para atribuir ao réu a autoria do crime “demonstrados pelos laudos de exame cadavérico e pericial”.
Em seu depoimento, na polícia, Tiago disse que não sabia se praticou o homicídio. Narrou que, no dia do crime, saiu em sua moto, de cor preta, portando sua arma de fogo, parando na calçada de uma praça no setor Parque Industrial João Braz.
Disse que se dirigiu a duas jovens que estavam sentadas em um banco da praça, mas que não sabe o que aconteceu depois. Contou que se lembra de trafegar em alta velocidade, indo para sua casa, e mais tarde assistiu a uma reportagem na televisão sobre a morte de uma das moças, chegando a imaginar que a tinha matado, mas não com certeza. Posteriormente, em juízo, disse que não tinha nada a ver com o caso e que foi obrigado a confessar a autoria na delegacia.
O magistrado informou que as investigações iniciais acreditavam que a autoria do homicídio era de outra pessoa. Porém, após a prisão de Tiago, conhecido por ter praticado vários homicídios em Goiânia, as investigações apontaram a autoria a ele, levando em consideração a forma de agir, as características físicas e a confissão perante a autoridade policial.
SENTENÇAS
O Serial KilerTiagoainda deve passar por pelo menos mais 30 julgamentos podendo pode ser condenado a maisde 600 anos. Porém, de acordo a lei, ficar cumprir 30 anos preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas