PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Crise? Alimentos são vendidos a preços exorbitantes nos jogos olímpicos


Da redação JAL

Vai assistir a qualquer esporte da olimpíada? Ou vai de barriga cheia ou com muito dinheiro no bolso. As partidas de futebol masculino e feminino que ocorrerão no Mané Garrincha promete receber muita gente, mas nem pense em crise econômica.

Isso porque os preços cobrados pelos itens do cardápio estão ainda mais caros que os praticados durante a Copa do Mundo, em 2014. O refrigerante, por exemplo, agora custa R$ 10, quatro a mais que no campeonato mundial — um aumento de 66,7%.

Um sanduíche chega a custar R$ 15, contra os R$ 8 do cachorro-quente que os amantes da bola pagaram há dois anos. Até mesmo um simples pão de queijo parece ter sido importado diretamente dos melhores produtores mineiros: uma unidade da iguaria está valendo R$ 8 no Mané Garrincha nesta quinta-feira (4/8).

Não se engane, os valores praticados aqui também são os mesmos para outros estados, de acordo com informações, o cardápio oferece diversas opções, e entre as normalmente mais procuradas os destaques são a cerveja nacional de 473ml por R$ 13, o hot dog também por R$ 13, refrigerante de 600ml por R$ 10 e a garrafa de água de 500ml por R$ 8, além de uma especialidade tipicamente brasileira, o açaí de 200ml por R$ 12.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas