PLANTÃO DE NOTÍCIAS

DF: Jovem morre após fazer seção de bronzeamento natural



A 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) investiga a morte de uma estudante de 20 anos, ocorrida três dias depois uma sessão de bronzeamento natural. A jovem teria sido exposta ao sol por mais de quatro horas, segundo o relato de familiares ao portal G1.

O procedimento teria sido feito no último sábado, em uma clínica de estética situada no terraço de uma casa – onde não há identificação do estabelecimento – na 705 Sul. No mesmo dia, Nara Farias Preto teria sentido sintomas de insolação e apresentou queimaduras. Na segunda-feira, ela se dirigiu ao Hospital das Forças Armadas (HFA), onde foi medicada e liberada, mas voltaria para buscar um laudo que comprovasse o problema.

De volta à unidade de saúde, Nara teve parada cardiorrespiratória e precisou ser internada na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Daher, no Lago Sul. À 1h56 de ontem, foi constatado o óbito da estudante de Direito. Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram o ocorrido. “Eu sempre vou te amar, minha filha. Você se foi tão cedo. Só Deus vai arrancar de dentro de mim essa dor que me consome. Deus esteja com você, meu amor”, postou a mãe de Nara.

A reportagem tentou contato com a clínica, mas as ligações não foram atendidas ou retornadas até o fechamento desta edição. O estabelecimento mantém uma página no Facebook, em que divulga trabalhar com produtos 100% naturais e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Saiba mais

O corpo da jovem será enterrado em Mara Rosa (GO), cidade natal dela.
A Anvisa tem registrados cerca de 830 produtos de bronzeamento, e todos passam por avaliação a cada 5 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas