PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Homem mata filhos e tenta tirar a própria vida após descobrir traição da esposa


Um homem de 41 anos matou os dois filhos, de 3 e 4 anos, com facadas no pescoço, na madrugada desse domingo (25), em São José do Rio Preto (SP). Hugo Imaizumi tentou se matar em seguida. Em uma carta encontrada no imóvel da família, o homem se despede e diz que a infidelidade da mulher o levou a cometer o crime.

Segundo a polícia, a mãe das crianças, de 39 anos, acordou no meio da noite e sentiu falta do marido, doutor em Ciência Animal pela Universidade de São Paulo (USP). Em seguida, a fisioterapeuta foi ao quarto dos filhos e percebeu que a porta estava trancada e, então, resolveu ir até a janela no quarto. Foi quando viu filhos e marido deitados com ferimentos no pescoço.

A mulher pediu ajuda dos vizinhos e foi até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) próxima da casa. Os guardas municipais do local foram até a cena do crime, no bairro Jardim Ouro Verde, e encontraram Hugo deitado na cama com as crianças. No registro consta que eles tentaram reanimar as crianças até o resgate chegar, mas não tiveram sucesso. Os dois tinham marcas de facadas na jugular.

O pai foi encontrado com uma faca cravada no pescoço e várias perfurações no peito. Segundo a polícia, ele teria tentado cometer suicídio, mas foi socorrido ainda com vida e levado ao Hospital de Base de Rio Preto. Ele segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Na carta escrita à mão, encontrada no quarto em que estavam o pai e as crianças, Hugo alega que o “componente infidelidade” motivou o crime. Segundo o G1, ele também “expressou decepção” e se despediu da mulher.

A mulher relatou ao delegado responsável, José Luiz Chain, que, devido a conflitos e incompatibilidade, o casamento já estava praticamente acabado. “É claro que ele queria puni-la [a esposa] tirando a vida dos dois filhos e tentando tirar a sua própria vida sem sucesso. Ele está internado e, ao que me consta, sem risco de morte.”, disse Chain.

O homem foi preso em flagrante e está sob vigília no Hospital de Base (HB). Assim que receber alta, Hugo será encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) e responderá por homicídio duplamente qualificado, com pena de 12 a 30 anos de reclusão. “As crianças não puderam se defender e, conforme análise técnica, poderá caber ainda motivo fútil. Acima de tudo foi uma barbaridade, uma tragédia que abala toda a cidade”, afirma o delegado.

Jornal de Brasília

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens do modelo de Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas