PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Roubo de carro em Planaltina acaba em assassinato de menor

Foto divulgação
Um roubo de carro em Planaltina terminou em assassinato quando o dono do veículo e amigos dele tentaram fazer “justiça com as próprias mãos”. Após o crime, ocorrido na madrugada de sexta-feira passada, o grupo perseguiu o automóvel, conseguiu alcançá-lo e o suspeito foi agredido até a morte.
O roubo foi praticado no estacionamento de um show no Km 18 DF – 128, em um clube de festas. Quatro dos envolvidos foram apresentados na 16ª Delegacia de Polícia e responderão por lesão corporal seguida de morte. A pena para esse crime vai de quatro a 12 anos de reclusão.
De acordo com o delegado-adjunto Diogo Cavalcante, o carro foi roubado por um adolescente, que foi morto, e um parceiro, que permanecia foragido até o fechamento desta edição. Ao tomar o automóvel, a dupla seguiu em direção ao Morro da Capelinha quando os amigos da vítima provocaram a colisão. “Quando o veículo foi atingido, o condutor perdeu controle da direção e bateu em uma árvore”, conta. O grupo, então, abordou o carro e agrediu o menor.
A idade do adolescente foi confirmada pela 16ª DP, mas constatou-se que ele já tinha passagem pela polícia por ato infracional por roubo. “Ele pode ter sido vítima de comparsas mais velhos, que o submeteram ao crime”, pondera o delegado.
Segundo Cavalcante, o rapaz foi espancado por pelo menos dez pessoas, incluindo a vítima do roubo. Yuri Paulo da Silva, 18 anos, Igor Paulo de Souza, 22, Bruno Calasan, 24, e Rafael de Jesus, 25, foram presos em flagrante. Outros seis foram identificados. Como os detidos cooperaram com as autoridades e não tinham antecedentes criminais, eles já foram soltos na audiência de custódia.
Na cena do crime foi encontrado um facão, mas uma perícia ainda vai ser feita para saber se o objeto foi usado contra o menor. As roupas de dois dos agressores estavam com manchas de sangue.
À polícia, os agressores alegaram que o menor e o comparsa aguardaram a vítima perto do carro com uma arma de brinquedo. O delegado comenta que, se fosse uma arma de verdade, os assaltantes teriam atirado no dono do carro devido à reação. As investigações continuam, e o delegado espera encontrar o outro suspeito que está foragido.



(J.Br/redação JAL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas Desenvolvido por Blogger Copyright © 2016

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas