PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Sem conseguir negociar policiais civis ameaçam greve

Foto: Sinpol
Mergulhado em grave crise financeira, o governo do DF comunicou nesta quinta-feira (17) ao Sindicato dos Policiais Civis do DF (Sinpol-DF) durante reunião, que não fará proposta sobre a recomposição salarial da categoria para 2017, nem para 2018.

Estiveram na reunião os secretários Sergio Sampaio (Casa Civil), Leany Lemos (Planejamento) e Wilson de Paula (Fazenda), além dos deputados distritais Wellington Luis e Claudio Abrantes e o deputado federal Roney Nemer. O deputado distrital Wasny de Roure mandou representante.
O sindicato informou que será mantida a assembleia geral extraordinária marcada para terça-feira (22), às 14h na Praça do Buriti, com indicativo de greve. Greves na polícia estão proibidas por lei e reafirmadas em recente decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Estamos há oito anos sem reajustes salariais. Todo o funcionalismo foi reestruturado nos últimos anos. Apesar de já ter se posicionado a favor do pleito, na prática, o governo atual tem demonstrado grande desrespeito pela categoria mantendo as negociações paralisadas, e a cada dia, agravando ainda mais a defasagem salarial dos policiais civis”, explica Rodrigo Franco Gaúcho, presidente do Sinpol-DF, ignorando a crise.



(Diário do Poder/redação JAL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas