PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Marido é denunciado por morte de esposa em Iporá


 Horácio Rozendo de Araújo Neto, marido da jovem Vanessa Camargo Soares, de 28 anos, foi denunciado criminalmente pela promotora Justiça Margarida Bittencourt da Silva Liones pelo homicídio de sua esposa. O crime aconteceu no dia 31 de julho, no município de Iporá.

Segundo a denúncia, Horácio foi denunciado pelo crime triplamente qualificado, com o agravante de um terço no aumento da pena em razão do feminicídio ter sido realizado na frente do filho do casal, de 1 ano de idade. O acusado ainda provocou um aborto sem consentimento da gestante e por fraude processual.
A promotora já tinha pedido, em outro requerimento, a conversão da prisão temporária do denunciado em prisão preventiva, protocolado no dia 5 de outubro, já tendo sido interposto recurso contra a decisão de indeferimento, inclusive. Horácio está em liberdade, tendo sido solto no próprio dia 5.
Vanessa estava grávida e era casada com Horácio há 3 anos. Eles tiveram um filho, que na época do crime tinha 1 ano. A mulher era gerente de uma empresa de cosméticos na capital e fazia viagens constantes para reuniões e eventos da marca na cidade.
Em uma dessas viagens, Horácio teria premeditado o crime, levando a vítima para uma estrada vicinal. No local, ele teria atirado em Vanessa, que veio a óbito. O motivo do crime seria que a esposa já sondava uma separação do acusado.
A promotora alega que o denunciado dificultou a defesa da vítima,  efetuando o disparo no momento em que ela se encontrava em posição de repouso no bando do passageiro. O que ressalta a intenção homicida de Horácio.
Por fim, após o crime, Horácio modificou o estado de lugar do crime. Desse modo, além de ocultar a arma utilizada no crime, foi para outro ponto da rodovia e colocou o carro à margem esquerda da rodovia. “A finalidade do denunciado era induzir a erro juiz ou perito para produzir efeito em processo penal”, afirmou Margarida Liones.
A promotora acrescenta que o acusado pretendia reforçar a sua versão, que sustentou perante aos policiais que atenderam a ocorrência e a Polícia Civil. Segundo ele, eles foram vítimas de dois assaltantes que tomaram conta da direção do veículo e, após uma discussão com a mulher, teria efetuado o disparo.
Ainda segundo Margarida, os suspeitos abandonaram o veículo e fugiram sem levar nada. “Todavia, esta versão foi descartada durante as investigações policiais, que constataram que Horácio Neto é o autor do crime praticado contra sua mulher, Vanessa Soares”, concluiu a promotora.




(Mais Goiás/Foto reprodução/redação JAL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas