PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Acusado de matar pai e filho no Jardim Botânico é transferido para a Papuda


Roney Ramalho Sereno, acusado de matar os vizinhos Anderson Aguiar, 49 anos, e o filho Rafael Aguiar, de 21, na última sexta-feira (8), no Condomínio Estância Quintas da Alvorada, no Jardim Botânico, foi transferido na manhã desta terça-feira (12) para o Complexo Penitenciário da Papuda. Ele estava preso desde o dia do crime no Departamento de Polícia Especializada (DPE).
No domingo (10), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) converteu a prisão em flagrante do segurança do Ministério Público Federal para preventiva. De acordo com a decisão da magistrada Luana Lopes Silva, tomada em audiência de custódia na tarde deste domingo (10), “o caso se reveste de especial gravidade porque o autuado praticou dois homicídios, contra pai e filho, seus vizinhos há alguns anos, havendo notícia de que teriam sido realizados cerca de 7 ou 8 disparos de arma de fogo, de modo que tudo indica a crueldade e frieza do acusado na prática do delito, assemelhando-se a hipótese a uma execução”.
Uma discussão entre pai, filho e vizinho teve um final trágico na noite dessa sexta-feira (8), no condomínio Estância Quinta da Alvorada, no Jardim Botânico. Depois do bate-boca, por volta das 23h45, o vizinho sacou uma arma e disparou contra o pai e o filho.
O pai, Anderson Ferreira de Aguiar, de 49 anos, morreu na hora. O filho, Rafael Macedo de Aguiar, de 21, chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas morreu a caminho do hospital. Segundo a Polícia Militar, o jovem foi atingido na cabeça.
Ainda de acordo com a PM, dentro da casa do agressor, na quadra 2 conjunto 7 da Região Administrativa, foram encontrados um revólver, uma pistola, uma espingarda e mais de 30 mil munições. A esposa do suspeito de 43 anos, que presenciou o crime, informou aos policiais que seu marido tinha pulado o muro dos fundos da casa e fugido.
Na sequência, o homem foi encontrado por policiais do 21º Batalhão em um bar próximo de sua residência. Ele foi preso em flagrante e conduzido para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).
A principal suspeita é que o crime tenha sido motivado por uma discussão iniciada há quatro anos, quando o autor instalou uma lixeira muito próximo da divisa da casa dos vizinhos.





(Metrópoles/Foto reprodução/redação JAL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas