PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Goiás terá seis novas delegacias especializadas


O Governo do Estado publicou, na segunda-feira (18/12), no Diário Oficial, a Lei nº 19.907, que institui a criação de seis novas delegacias especializadas na apuração de quatro modalidades criminosas. Para o delegado-geral da Polícia Civil, Álvaro Cássio, Goiás sai à frente dos demais estados. “As unidades ampliam nossa capacidade de atuação e aumentam mecanismos de investigações”, afirma. O governador Marconi Perillo e o vice-governador Zé Eliton anunciaram a medida em outubro deste ano, durante ato em que foram lançados os maiores benefícios da história da corporação.

São elas: Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Rurais (DERCR), Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), Delegacia Especializada no Atendimento à Pessoa com Deficiência de Goiânia (DEAPD), Delegacia Especializada no Atendimento à Pessoa com Deficiência de Aparecida de Goiânia (DEAPD), Delegacia Especializada no Atendimento à Pessoa com Deficiência de Anápolis (DEAPD) e Delegacia Especializada no Atendimento ao Idoso de Aparecida de Goiânia (DEAI).
As novas unidades, que passam a integrar o organograma da Polícia Civil, têm como tarefa atuar na apuração e repressão a crimes de maior amplitude nas áreas específicas e que demandam trabalho mais detalhado e com foco no desmantelamento de organizações criminosas em cada uma delas.
A DERCC, por exemplo, terá circunscrição estadual e atuará na apuração das infrações penais praticadas a partir do uso de recursos tecnológicos de informação ou da internet. Entre os crimes que serão investigados pela unidade, estão calúnia, difamação, infâmia, violação ao direito autoral, favorecimento à prostituição, preconceito ou discriminação de raça, cor e etnia, além de pedofilia e crimes contra a propriedade intelectual.
Em Goiás, a experiência do atendimento voltado para pessoas com deficiência é positiva. A unidade de Anápolis está em funcionamento desde 2014 anexa ao 6º Distrito Policial. A partir de agora, Goiânia e Aparecida de Goiânia também contarão unidades especializadas. Ambas vão atuar em crimes, como maus-tratos, violência doméstica e apropriação de proventos.
Um dos principais objetivos das unidades especializadas no atendimento às vítimas com deficiência é reintroduzi-los no meio social e familiar. “Estamos diante de uma grande conquista da sociedade”, afirma o delegado-geral, Álvaro Cássio. “Não tenho a menor dúvida de que é algo que fortalecerá nossa instituição”, destaca.
A DERCR, com circunscrição estadual, fortalecerá o trabalho da Polícia Civil no combate aos crimes contra propriedades rurais. Por fim, Aparecida de Goiânia ganhará uma unidade especializada no atendimento aos idosos. As iniciativas “vão atender aos anseios de diversos segmentos da sociedade e modernizar ainda mais nosso trabalho”, conclui o delegado-geral, Álvaro Cássio.





(Mais Goiás/Foto: Wildes Barbosa/redação JAL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas