PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Morte de macaco coloca Entorno do DF em alerta contra febre amarela


Um macaco foi encontrado morto em uma chácara do Novo Gama, município goiano situado a cerca de 40km do Distrito Federal. Acionada pelo dono da propriedade nesta terça-feira (23/1), a Secretaria Municipal de Saúde encaminhou imediatamente uma equipe da Vigilância Sanitária e Epidemiológica ao local, que fica a 15km do centro da cidade, no Pedregal.

O animal foi recolhido e encaminhado para a Zoonoses de Brasília. Exames feitos na capital vão apontar a causa da morte. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o resultado deve sair em até 30 dias. Além disso, os técnicos da Vigilância Sanitária e Epidemiológica isolaram a área onde o bicho foi achado morto e estão vacinando os funcionários da chácara na tarde desta terça contra febre amarela.

Este é o primeiro caso de macaco morto na região neste ano, de acordo com a secretaria. A pasta ressalta que, a princípio, não haverá vacinação em massa contra a doença no município. Mas, após o resultado dos exames da Zoonoses, se necessário, a imunização pode ser ampliada.
A Secretaria de Saúde não comentou o caso, por se tratar de uma ocorrência no Entorno do DF. Dados da pasta mostram que, de janeiro a novembro de 2017, foram aplicadas 207.581 doses da vacina contra a febre amarela na capital do país. Os números do mês de dezembro ainda estão sendo compilados, assim como os de janeiro de 2018.
Em 2017, foram investigados 86 casos suspeitos de febre amarela em moradores do Distrito Federal. Desses, 83 foram descartados e três confirmados, com evolução para óbito. A pasta investiga a morte do vigilante Erondes Osmar da Silva, 58 anos, com suspeita da doença. A vítima faleceu no dia 3 de janeiro, no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), após ser internada no dia anterior.
São Paulo
Nesta terça (23), o Parque Estadual Fontes do Ipiranga (PEFI) foi fechado após ser confirmada a morte de um bugio por febre amarela no Zoológico de São Paulo. Maior área de Mata Atlântica dentro do perímetro urbano da região metropolitana de São Paulo, o PEFI reúne a Fundação Parque Zoológico de São Paulo (que inclui o zoológico e o Zoo Safari), o Jardim Botânico e o Parque de Ciência e Tecnologia (CienTec), da Universidade de São Paulo (USP).
O diagnóstico de febre amarela foi confirmado na segunda-feira (22) pela Secretaria de Estado da Saúde, que colocou avisos nas entradas dos espaços do PEFI. O bugio que teve febre amarela foi encontrado em 10 de janeiro perto do bosque das aves africanas, dentro do próprio zoológico, embora fosse um “animal de vida livre”.
Após a confirmação da morte do macaco, a Secretaria de Saúde do estado ampliou a campanha de vacinação, que começa nesta quinta-feira (25) para mais quatro distritos de São Paulo: Jabaquara, Cidade Ademar, Cursino e Sacomã. Ao todo, mais de 9 milhões de pessoas deverão ser vacinadas em São Paulo.






(Metrópoles/Foto: MPGO/redação JAL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas