PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Enterrada em Águas Lindas de Goiás mais uma vítima do acidente da BR-020

Familiares e amigos se despediram da aposentada Terezinha Felix dos Santos, 69 anos, na tarde deste sábado (17/2). Ela estava no ônibus que bateu de frente com uma carreta na BR-020.




Familiares e amigos reúnem-se, na tarde deste sábado (17/02), no Cemitério Municipal Parque Águas Lindas de Goiás para a despedida de Terezinha Felix dos Santos, 69 anos, vítima do acidente entre um ônibus e duas carretas na BR-020, próximo a Formosa (GO). Segundo informações do Correio Braziliense, a aposentada voltava para o Distrito Federal após uma viagem de cerca de um mês e meio pelos territórios paulista e paraibano.



Na bolsa, Terezinha trazia um presente especial para satisfazer o desejo da filha, Tereza Cristina Souza, 38, grávida de nove meses: biscoitos Sol da Preta, feitos de rapadura, típicos da Paraíba. A ansiedade para encontrar a filha antes do parto do 33º neto, contudo, acabou interrompida pela tragédia, que resultou na morte de nove pessoas e deixou 30 feridos. "Ela queria chegar antes de a neta nascer. E chegou. Mas, infelizmente, morta, com as encomendas e as malas cheias de sangue", lamentou a filha Tereza, em entrevista ao Correio, nesta sexta-feira (16).

Com nove filhos, 32 netos e 27 bisnetos, divididos entre o Distrito Federal, Goiás, Bahia e Paraíba, Terezinha, nascida em Seridó (PB), chegou a Brasília quase 25 anos atrás. Ficou casada por 55 anos com Genivaldo Souza e estava viúva havia dois meses, depois de cuidar do marido, vítima de um AVC, por três anos.

Outras vítimas
Familiares de Dorgival Lino da Silva deixaram a Bahia e estão a caminho de Brasília para o reconhecimento do corpo da vítima, que, até a publicação desta matéria, continuava no Instituto de Medicina Legal (IML). Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital de Base no dia do acidente, mas não sobreviveu aos múltiplos traumas e morreu na noite de quinta-feira (15/2).  

Um familiar realizou a identificação da única criança a falecer na tragédia e conseguiu a liberação do corpo no IML de Formosa. Pela lei, o nome do bebê não pode ser divulgado.

A colisão

O acidente aconteceu por volta das 6h30 da última quinta-feira (15), quando o ônibus de viagem interestadual da Viação Expresso Guanabara, que ia de Cajazeiras (PB) para Goiânia, bateu de frente com uma carreta. A causa da tragédia é investigada pela 2ª Delegacia Distrital de Formosa. Até então, os investigadores ouviram apenas uma testemunha, o motorista de uma das carretas envolvidas na tragédia. Ele teria relatado que o condutor do ônibus entrou na contramão da via. Um laudo elaborado pela Polícia Técnico Científica deve ficar pronto nesta semana.




Nota da empresa

Continua depois da publicidade
A Expresso Guanabara informou, por meio de nota, que "quando tomou ciência do fato, enviou de imediato uma força-tarefa de Brasília para prestar a assistência necessária aos passageiros". "A Guanabara lamenta o ocorrido e ressalta que prestará a assistência necessária às vítimas", acrescentou a viação, que disponibilizou o telefone do Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) 0800-7281992 para atendimento aos familiares dos passageiros.
A Guanabara informou ainda que instaurou um procedimento interno para investigar as causas do acidente e está à disposição para prestar todas as informações necessárias aos órgãos competentes para a elucidação da ocorrência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas