PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Portão de escola municipal em Águas Lindas cai sobre criança. De quem é a responsabilidade? - Marcos Alexandre

O acidente ocorreu na manhã desta sexta-feira (06/04) no setor Jardim Barragem V













Ponto de ? dessa semana não poderia deixar de abordar sobre o triste episódio que aconteceu em uma escola municipal no Jardim Barragem VI em Águas Lindas de Goiás, onde um portão caiu sobre uma a criança. 

É evidente que as militâncias renumeradas tanto da base do governo, como da oposição, militância que vai da indicação de cargos comissionados, a pseudos jornalistas que usarão dessa situação para criar o antigo discurso sensacionalista, discurso que exala o odor indouto da situação.

   A oposição com seus discursos sensacionalista irá usar esse caso isolado para desqualificar todo o trabalho desenvolvido pelo atual governo na área da educação municipal. Já a base, irá de toda forma possível isentar a prefeitura, a secretaria de educação, com a antiga estratégia de transferências de responsabilidades , o famoso joga lá pra cá.

    Pois bem, vamos em frente. Claro que essa falha é um prato cheio para oposição, e com razão, pois mesmo com o trabalho que o atual prefeito Hildo do Candango  , juntamente com a secretaria de educação tem realizado durante 8 anos, podemos dá enfase há alguns projetos como o Mais Educação onde mais de 12 mil alunos são beneficiados, a capacitação de professores da educação infantil, a construção de quadras esportivas, a inauguração de algumas delas, entre outros projetos já concluídos e outros  em curso.




    Claro que esses projetos, não justifica essa falha tão grotesca  que quase tirou a vida de um aluno, de uma criança. Quando eu falo grotesco, é isso mesmo, uma falha que não tem justificativa, pois a secretaria de educação tem como responsabilidade a inspeção no mínimo mensal de cada escola publica da cidade.
 
    Em resposta ao G1, a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia informou que o portão já estava interditado para reparos, ou seja o órgão já estava ciente e não estabeleceu como prioridade a manutenção do mesmo, mas por incrível que pareça logo após a repercussão do incidente, logo colocou em sua lista de prioridade e providenciou a manutenção.

    Mas o que me deixa perplexo é que a secretaria ainda tenta transferir a responsabilidade para o vigia, e se você acha isso o cúmulo, continue a leitura, a secretaria ainda tenta de uma forma sutil transferir a responsabilidade para a professora que estava chegando para mais um dia de trabalho e para a criança que educadamente foi abrir o portão para a professora, ou seja, mesmo com a interdição do portão, os alunos e funcionários continuavam a usar esse mesmo caminho para adentrar na escola. Só falta agora a secretaria culpar o portão.

Em uma gestão municipal não se transfere responsabilidades, se resolvem problemas, assumindo erros e os corrigindo. É evidente caro leitor, que em uma gestão municipal nem tudo que acontece o seu gestor fica ciente, mas isso não o exclui da  responsabilidade. É importante novamente frisar, que esse incidente não invalida o trabalho que a prefeitura tem realizado na educação municipal, porem nem um programa ou benfeitoria também avaliza um erro como esse.

Fica as seguintes perguntas?
De quem é a responsabilidade desse acidente? 

  • Da Prefeitura? 
  • Da secretaria? 
  • Do Vigia? 
  • Da Professora? 
  • Do Aluno? 
  • Ou do acaso? 
Por Marcos Alexandre 
          Ponto de ?
Jornal Águas Lindas


Fonte: G1 / Jornal Águas Lindas / TV CNM










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas