PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Novo carregamento de álcool anidro para o DF


Substância é misturada à gasolina. Apesar disso, não há garantia de que os preços vão cair



m novo carregamento de álcool anidro, que deve chegar no Distrito Federal no final da tarde desta terça-feira (29), deve melhorar o abastecimento de combustível na região. Ao todo, são 29 carretas que irão abastecer Brasília e Goiânia (GO). A substância é usada na composição fórmula da gasolina brasileira. Mesmo assim, não há garantia de que os preços da gasolina vão cair, já que isso também depende de cada estabelecimento.

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis e de Lubrificantes do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), a região estava desde sábado sem receber um carregamento do álcool anidro. Por causa disso, vários postos ficaram sem gasolina no início desta semana.

“Até tem gasolina no Centro de Distribuição [da Petrobras]. Mas nós precisamos do álcool para poder misturar, de acordo com a porcentagem imposta pela Agência Nacional do Petróleo (ANP)”, lembrou um frentista de posto no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

A ANP adotou medidas nos últimos dias para garantir a continuidade do abastecimento e inibir preços abusivos. A partir do dia 25 deste mês, o nível de etanol anidro adicionado à gasolina foi fixado entre 18% e 27%. Antes, esse valor tinha que ser de exatamente 27%. Com uma gasolina teoricamente “mais pura”, alguns postos chegaram a aumentar os preços dos combustíveis.

Segundo a presidente do Sindicombustíveis-DF, Elisa Schmitt, o preço pode variar bastante. “A Petrobras já havia baixado o preço do combustível na segunda-feira, e a previsão era de que os preços normalizassem. Entretanto, temos um ambiente de livre mercado e concorrência”, pondera.

Schmitt aponta que uma gasolina mais “pura” tem alguns impactos na prática. “Esse combustível acaba rendendo mais, dura mais. Porém, a presença do etanol anidro faz com que a poluição seja menor e a produção seja mais barata”, complementa. A presença da substância na fórmula da gasolina faz parte da política do governo para incentivar a produção do etanol.

Abastecimento

Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), até as 10h desta terça-feira (28) foram escoltados 29 caminhões de combustível e cinco de gás para abastecer diferentes pontos da cidade. Entre eles, Asa Sul, Asa Norte, Taguatinga, Samambaia, Cruzeiro, Sudoeste, SIA, Setor Gráfico, Candagolândia, Recanto das Emas, Ceilândia, Planaltina, Sobradinho, Águas Claras, Guará, Paranoá, Núcleo Bandeirante, Lago Sul e Vicente Pires.

Desde o início das manifestações, no dia 24, ao todo foram escoltados 644 veículos. Na segunda-feira (28) a polícia conseguiu bater o recorde de escoltamentos em um dia: 253.

Pouca movimentação no SIA

Após vários protestos nos últimos dias, a base de distribuição da Petrobras amanheceu sem manifestantes em sua fachada. Segundo a PMDF, não ocorreram bloqueios e houve apenas algumas pequenas “manifestações pacificas”. A reportagem do Jornal de Brasília foi até o local na manhã desta terça-feira (29) e não encontrou manifestantes. Estavam apenas os policiais militares, responsáveis pela segurança e escolta dos caminhões. O fluxo de saída dos veículos seguiu normalmente sem ser atrapalhado por protestos ou manifestações.

Fonte: JBr/Jornal Águas Lindas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas