PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Preso acusado de matar presidiário que gravou vídeo em rebelião

Homem também participou de morte de torcedor de foi morto em bar: comparsa foi morto em troca de tiros e polícia acredita que ele seja componente de facção




 Polícia Civil apresenta, nesta quarta-feira, 23, o homem acusado de matar um homem que aparece em um vídeo que circulou no início do ano. Nas imagens, gravadas no primeiro dia de janeiro deste ano, o homem, um prisioneiro do sistema semiaberto, aparece esfaqueando a cabeça de um corpo decapitado. O preso também é suspeito de participar da morte de um torcedor do Goiás, no mês passado.

Os detalhes de como a Polícia Civil chegou até Ivonir Junior Berticelli serão apresentados pela delegada Magda Davila, que presidiu o inquérito. Os investigadores da Delegacia de Investigação de Homicídios (DIH) cumpriram o mandado de prisão expedido pela Justiça contra o homem, que aparece em duas investigações da mesma delegacia como autor de um assassinato e cumplice de outro, ambos em Goiânia.

Ivonir é apontado como autor dos disparos que mataram Thiago Correia Amaral, de 30 anos, morto em 12 de fevereiro. Thiago foi morto a tiros e com pelo menos quatro facadas no local em que dormia, debaixo de uma loja fechada, no cruzamento da Rua 3, com a Alameda Botafogo.

A vítima era apontada, na época da morte, pela polícia, como um detento do sistema semiaberto que aparece na rebelião do primeiro dia de janeiro em um vídeo, esfaqueando uma cabeça de um detento decapitado. Thiago seria de uma facção que invadiu uma ala rival. Segundo a Polícia Civil, a mando de um líder de uma facção, Ivonir cumpriu a ordem de matar Thiago Correia

SEGUNDO CASO

A Polícia Civil acredita que Ivonir Junior é comparsa de Matheus Veloso Martins, de 20 anos, em um segundo homicídio. Foi a morte de Vitor Meireles Morales, de 35 anos, mais conhecido como Japão. A vítima era torcedor do Vila Nova e assistia ao clássico contra o Goiás, no último dia 5 de maio, quando foi morto em um bar, na Vila Coronel Cosme. Ivonir, segundo a Polícia Civil, estaria em uma moto, quando o autor dos tiros, Matheus Martins, atirou e matou Vitor Morales.

Ivonir e Matheus fugiram. Mas Matheus confrontou com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), e morreu. Ivonir fugiu. Mas a Polícia Civil achou.

Fonte: Mais Goiás/Jornal Águas Lindas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas