PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Motociclistas de Brasília vão a Câmara Legislativa nesta terça-feira

esta terça-feira (19/06), motociclistas de Brasília, se mobilizam para uma forte participação de uma audiência pública que ocorre a partir das 10 horas, na Câmara Legislativa com o objetivo de debater melhorias na mobilidade urbana do DF que vise atender um segmento que cresce e cada vez mais vulnerável na disputa pelo espaço do caótico trânsito de Brasília. A proposta foi apresentada pelo Oldskull (moto grupo). A audiência pública será presidida pelo deputado distrital Raimundo Ribeiro (MDB)

Nas vésperas do maior encontro de motociclistas da América Latina, o Brasília Capital Moto Week, que acontece entre os dias 19 e 28 de julho deste ano, os motociclistas de Brasília vão a Câmara Legislativa nesta terça-feira para reivindicar melhor espaço e segurança no trânsito do DF.

Os motociclistas defendem que as faixas exclusivas de ônibus sejam transformadas em vias expressas compartilhadas a serem utilizadas também pelo segmento que mais cresce no DF e cada vez mais vulneráveis aos acidentes por falta de espaço.

O debate a ser travado em audiência pública que será presidida pelo deputado Raimundo Ribeiro, tem o objetivo de proporcionar a segurança à integridade física dos motociclistas do Distrito Federal e visa ainda colaborar com a política pública de mobilidade urbana, bem como, redução do impacto no presente sistema viário.

A proposta desenvolvida pela advogada tributarista  e financeira Kelly Christine Oliveira, e apresentada na CLDF pelo Oldskull, se dá em razão do elevado número de veículos automotores em trânsito, com engarrafamentos permanentes, a presença dos motociclistas, vem surgindo como alternativa ao caos viário.

Conforme dados publicados pelo DETRAN-DF em 2017, o DF conta com 1.6 milhão de veículos automotores e que 11% dessa frota é composta por motocicletas e que somente no 1º semestre de 2018, dos 115 acidentes fatais no DF, 36 corresponderam a motociclistas, ou seja, 31.3% dos óbitos.

O advogado Eduardo de Barros, presidente do Oldskull, afirma que a implementação de política pública urbana para a viabilidade e vazão no trânsito de motociclistas é uma das preocupações do seu grupo diante da extrema vulnerabilidade que vivem os mais de 200 mil motociclistas, principalmente aqueles que utilizam as motocicletas como instrumento de trabalho.

“A cidade de Brasília, que abraça o Capital Moto Week, o terceiro maior evento do planeta, que esse ano irá reunir mais de 1 milhão de pessoas, além de mais de 300 mil motos, não pode continuar virando a cara ou se negar para readequar a mobilidade urbana no sentido de dar mais segurança aos motociclistas “, disse Eduardo.

O grupo Oldskull defenderá na audiência pública da Câmara a inclusão dos motociclistas ao compartilhamento das vias exclusivas destinadas aos ônibus/viaturas oficiais.

Para Eduardo Barros, as vias expressas de Brasília, em grande parte do tempo permanece ociosa e que pode ser melhor utilizada para dar fluxo a mobilidade urbana

Para o debate desta terça-feira na Câmara Legislativa foram convidados os seguintes órgãos:


Secretaria de Mobilidade – SEMOB;


Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos – SINESP;


Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão – SEPLAG;


Secretaria de Fazenda – SEFAZ;


Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal – DER – DF;


Departamento de Trânsito do Distrito Federal – DETRAN – DF;


Seguradora Líder – Administradora do Seguro DPVAT;


Associações, Agremiações, Moto Clubes, Moto Grupos, Sindicatos dos Motociclistas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas