PLANTÃO DE NOTÍCIAS

PM descobre plantação de droga em estufa sofisticada, em Padre Bernardo


A 'supermaconha" conhecida também como Skank, estava plantada em estufas equipada com aparelhos de ar condicionado, climatizadores e termômetros. Apreensão é considerada a maior do país


 Polícia Militar encontrou, na noite desta segunda-feira (23), uma plantação de “supermaconha” conhecida por Skank, no Distrito de Taboquinha, região de Padre Bernardo, no Entorno do Distrito Federal. De acordo com o tenente Alexandre Castro, essa é a maior apreensão no país da droga, que é conhecida por ser três vezes mais potente que a maconha.

Segundo a PM, a maconha era cultivada em estufas sofisticadas, com climatizadores, e aparelhos de ar condicionado, aquecedores e termômetros. O local foi descoberto através de conversas com moradores da região, que relataram grande movimentação de caminhões e carros em três endereços da região. “Os locais encontrados é de difícil acesso. As estradas são ruins, região muito escura e de mata fechada. O local é conhecido por ter vários galpões de granja, então era difícil levantar suspeitas”,  relata o tenente.

A PM localizou três endereços que eram utilizados pelo grupo para a prática criminosa. Como as chácaras ficavam em uma região de difícil acesso, foi necessário então que a corporação trabalhasse por alguns dias até chegar nos locais.

No primeiro endereço, os policiais encontraram um homem, que se identificou como Marcos, de 35 anos, que afirmou que era caseiro da chácara. Lá os policiais encontraram três estufas com milhares de mudas de Skank, de todos os tamanhos, desde o estágio de germinação até o ponto de cultivo. De acordo com o tenente, o local era bastante sofisticado, com aparelhagens para o cultivo da droga, inclusive com controle da umidade do ar. Durante as buscas, um revólver calibre 38 foi encontrado.

Em seguida, parte da equipe se deslocou até o segundo endereço, momento em que abordaram Alonciene, de 57 anos. A suspeita é viúva de um sargento da Polícia Militar do Distrito Federal e mãe de um dos traficantes. De acordo com a PM, ela fazia parte do esquema criminoso, uma vez que usava o carro para transportar mudas, e visitava as estufas pelo menos três vezes por semana. Na casa dela os policiais encontraram outro revólver calibre 38 com numeração raspada.

No terceiro endereço, uma fazenda que fica às margens da BR-080, os policiais encontraram mais três galpões com mais estufas e mudas preparadas para o cultivo. Devido a falta de iluminação, os policiais retornaram ao local na manhã desta terça-feira (24) para dar continuidade nas diligências.  Durante a ação policial, um terceiro suspeito, identificado como Cássio, filho da mulher presa, chegou na primeira chácara vistoriada e foi surpreendido pelos policiais. Ele chegou a disparar contra as equipes, no entanto, ele foi contido pelos policiais

A PM apreendeu além das drogas e das armas, dois veículos que eram utilizados pelos suspeitos, uma Amarok e uma Saveiro. Foi solicitado o apoio de dois caminhões da Prefeitura de Padre Bernardo para que pudesse retirar as plantas, que foram levadas para a delegacia da cidade e aguarda a decisão judicial para que sejam incineradas na tarde desta terça-feira (24).  Os presos, que não tinham antecedentes criminais, foram autuados na delegacia de Águas Lindas e, posteriormente, encaminhados para Padre Bernardo.

Fonte: Mais Goiás/Jornal Águas Lindas




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas