PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Menina de 9 anos chama a PM para prender pai que agredia a mãe

Caso ocorreu no Recanto das Emas e foi resolvido no local. Polícia registrou dezenas de casos de agressão contra mulheres no final de semana.




Polícia Militar do Distrito Federal recebeu quase 100 chamados para atendimento de violência doméstica, além de mais de 100 casos de perturbação da ordem pública (som alto residencial, comercial e em veículos), entre a noite de domingo (19/8) e a madrugada desta segunda-feira (20). Em algumas situações, ocorreram mais de uma chamada para a mesma ocorrência. Diversas ocorrências foram resolvidas no local.

Um dos casos chamou a atenção dos policiais. Foi o de uma menina que ligou para a Polícia, dizendo que o pai estava batendo na mãe. Os policiais foram até o endereço, no Recanto das Emas. No local, verificaram a integridade física de mãe e filha, que não apresentavam lesões. A mãe disse que estava “tudo bem” e que foi só uma discussão. A garotinha também disse aos policiais que estava bem e que ficou assustada com a discussão. A situação foi resolvida pelos PMs no local.

Em outros casos, as mulheres também não quiseram denunciar os companheiros. Dois atendimentos em São Sebastião tiveram esse perfil. No primeiro caso, na noite de domingo (19), uma mulher não quis denunciar o marido que colocou fogo em seus objetos. Como ela não apresentava lesões e não quis acusá-lo pelo crime de dano, o acusado não foi preso. O mesmo aconteceu por volta das 21h de domingo, quando um marido quebrou os móveis da casa e não foi preso. A mulher também estava sem lesões e disse que só foi dano material. Ele também ficou solto.

Em outros casos, os homens foram autuados na Lei Maria da Penha. Por volta das 20h50 de domingo, também em São Sebastião, um homem de 33 anos foi preso depois de agredir a esposa de 25, com socos no olho e com chutes e pontapés. Ele foi autuado na 30ª DP. Por volta das 22h, no Núcleo Bandeirante, um marido de 36 anos foi preso depois de agredir a esposa de 34, causando lesões no braço dela. Ele foi levado para a Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam), onde tentou colocar a culpa no fato de ter engerido bebida alcoólica. Mesmo assim, ele foi autuado.

Por volta das 22h10, os policiais foram acionados para CLN 107, Asa Norte, para o atendimento de uma briga entre um casal. A PM foi chamada pelo rapaz que estava envolvido na briga. Ele estava lesionado no rosto e afirmou ter sido agredido pela companheira. O homem foi levado para o Instituto Hospital de Base, foi medicado e apresentado na 5ª DP (Asa Norte), já que fez questão de representar contra a mulher. Na delegacia, foi constado que havia um mandado de prisão contra ele, que ficou preso.

Ex-maridos

Às 23h, os policiais foram chamados no Riacho Fundo II, para atender um desentendimento entre um ex-marido com a ex-companheira. No local, o carro do homem estava danificado e ele acusou a ex de ter ido até sua residência e quebrado o veículo. A senhora tinha lesões e acusava o ex por elas. A ocorrência foi parar na delegacia para apuração. Por volta das 3h, um homem foi preso no Guará II, depois de agredir a esposa, de 21, que está grávida. Ele foi autuado na Deam.

Inúmeras outras ocorrências envolveram ex-maridos, que fugiram. Por volta das 21h desse domingo, na Candangolândia, uma mulher ficou muito machucada depois de ser agredida pelo ex-companheiro. Ela foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e o registro em nome do autor foi feito na delegacia da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas