PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Quem ataca? Como defende? Brasil x Argentina tem pegadinhas de Tite para rival.

Em seu jogo de número 30 pela Seleção, técnico esconde escalação pela primeira vez. Veja como ele pode surpreender no clássico.
      Pedro Martins / MoWA Press


Firmino ou Gabriel Jesus? 4-1-4-1 ou 4-4-2? Arthur ou Fred? Renato Augusto joga? O que parecia ser consequência de um claro planejamento se transformou num mar de possibilidades a partir do momento em que Tite, pela primeira vez no seu trigésimo jogo à frente da Seleção, não revelou a escalação para o clássico desta terça-feira, contra a Argentina.

Na entrevista de segunda-feira, Tite admitiu que não se sente confortável fazendo mistério, mas quer dar a Lionel Scaloni, técnico argentino, algumas dúvidas sobre sua seleção.

– Mais nos nomes do que no sistema – explicou.

Havia a expectativa de que seis alterações fossem feitas em relação à equipe que entrou em campo na vitória por 2 a 0 sobre a Arábia Saudita. Quatro delas devem acontecer: Alisson, Danilo, Miranda e Filipe Luís nos lugares de Ederson, Fabinho, Pablo e Alex Sandro.

Do meio para frente, prevalece um ponto de interrogação.



Arthur ou Fred?
O volante do Barcelona tem ganhado espaço em seu novo clube, e a tendência de Tite dar vez a todos os convocados leva a crer que ele pode ter sua chance no lugar de Fred. Porém, o meio-campista do Manchester United saiu no intervalo sexta-feira passada. Vê-lo em campo noutras circunstâncias poderia ser proveitoso para a comissão técnica.

Durante o aquecimento do treino de domingo, Tite teve um papo com o Arthur, encerrado com um carinho no rosto do atleta. À noite, em entrevista ao site da CBF, o jogador agradeceu a oportunidade, numa pista de que ele poderia jogar.

Firmino ou Gabriel Jesus?
Nessa mesma ocasião, Tite também falou com Jesus. Joga? Não joga? Imaginava-se que Firmino, hoje em vantagem na disputa pela posição, teria sido preservado para o clássico. Mas será que a comissão técnica pretende aproveitar o gol de Gabriel sobre os sauditas e impulsionar a retomada de sua melhor fase?


A opção por um ou outro não é só individual. Tite já frisou inúmeras vezes que são jogadores de características diferentes. Firmino completa o meio-campo, abre espaço para os pontas, participa da construção das jogadas, enquanto Jesus é mais força, recebe bolas em profundidade e tem menos refinamento em tabelas e triangulações.

Firmino e Gabriel Jesus juntos?
Ambos já atuaram em seus clubes com uma função semelhante à que teriam de fazer caso jogassem lado a lado na Seleção. Mas Tite nunca começou uma partida com eles juntos. Faria isso logo no clássico? Se a resposta for sim, o candidato a sair seria Renato Augusto, sacrificando a armação para ter um meio-campo firme no centro e veloz pelos lados.

4-3-3 ou 4-4-2?
O GloboEsporte.com mostrou que o Brasil vem se defendendo num sistema e atacando no outro. Como será diante da Argentina? Tite vai manter a formação híbrida ou voltará às origens? A equipe trabalhou imaginando que os “hermanos” joguem no 4-3-3.

– Eu não me sinto muito confortável (ao não revelar a escalação), mas não sou metódico o tempo todo. Não quero dar também tudo ao adversário. Mas nossas mexidas maiores são para dar jogo, e não para marcar a outra equipe – afirmou o técnico brasileiro.


E a Argentina?
Na chegada a Jedá, Lionel Scaloni afastou a possibilidade aventada nos treinos, de Dybala ficar no banco. Confirmou o atacante da Juventus na equipe e manteve apenas uma dúvida, no ataque. O principal craque do país, Lionel Messi, está fora, o que rendeu “alívio” de Neymar e lamentação de Tite.

BRASIL x ARGENTINA

Local: estádio King Abdullah, em Jedá
Data e horário: terça-feira, às 15h (de Brasília)
BRASIL: Alisson, Danilo, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Casemiro; Arthur (Fred), Renato Augusto, Coutinho e Neymar; Firmino (Gabriel Jesus). Técnico: Tite
Reservas: Ederson, Fabinho, Militão, Pablo, Alex Sandro, Walace, Fred (Arthur), Malcom, Lucas Moura, Richarlison e Gabriel Jesus (Firmino)
ARGENTINA: Romero, Saravia, Otamendi, Pezzella e Tagliafico; Paredes, Battaglia e Lo Celso; Dybala, Angel Correa (Lautaro Martínez) e Icardi. Técnico: Lionel Scaloni
Arbitragem: Felix Brych, auxiliado por Mark Borsch e Stefan Lupp. No VAR: Gunter Perl e Robert Hartmann (todos da Alemanha)
Transmissão: TV Globo (narração de Galvão Bueno, comentários de Casagrande e Júnior, reportagens de Tino Marcos e Marcos Uchôa); SporTV (narração de Luiz Carlos Jr., comentários de Muricy Ramalho e Lédio Carmona, reportagens de Mauro Naves) e GloboEsporte.com
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir de 14h

Fonte: G1/ Jornal Águas Lindas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas