PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Polícia Civil e Anatel bloqueiam 7,8 mil celulares, em um ano, após roubos no DF; saiba como agir

Programa foi lançado em outubro de 2017. Informações como Imei e CPF são importantes na hora de registrar a ocorrência.



m 12 meses, uma parceria entre a Polícia Civil do Distrito Federal e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) resultou no bloqueio de 7.982 celulares roubados na capital federal. Com essa medida, os aparelhos ficam inutilizados, e não funcionam nem com outros chips.

O programa, chamado "Fora da Rede", foi lançado em outubro de 2017, e completou um ano no mês passado. A diferença é que, agora, o bloqueio parte da própria delegacia, no momento em que a ocorrência é registrada.

"O programa é uma rede eficiente de proteção e combate à criminalidade nos casos de roubos de celulares", afirma o delegado e chefe de comunicação da Polícia Civil, Lúcio Valente, em material divulgado pelo governo.

Segundo a corporação, os celulares têm alto valor de mercado e, por isso, são visados pelos assaltantes. Além da venda em pontos como a rodoviária do Plano e as feiras ilegais pelo DF, os bandidos costumam trocar os aparelhos por drogas ou armas.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, para cada 100 registros de roubo a pedestre, 74 têm o aparelho celular como o "alvo" dos bandidos.

Como bloquear?


Para pedir o bloqueio do aparelho, primeiro, a vítima do roubo ou furto precisa registrar ocorrência. Há duas formas: indo à delegacia mais próxima, ou fazendo o boletim na Delegacia Eletrônica.

Algumas informações são importantes para ajudar a Anatel e a Polícia Civil a bloquear o aparelho exato. Além do número da linha, do nome e do CPF do titular, um dado relevante é o Imei do celular. Confira algumas dicas sobre esse número:

O código Imei (International Mobile Equipment Identity) tem 15 dígitos, e pode vir descrito na caixa do aparelho e/ou em um adesivo na bateria.
Se o celular tem dois chips, cada "slot" terá um Imei diferente. É importante saber os dois códigos, para bloquear o aparelho completamente.
Como prevenção, o ideal é anotar esses dígitos em um lugar seguro – fora do celular, é claro. Se não encontrar a caixa do aparelho ou o adesivo, basta ligar para o número *#0606#, e o Imei aparece na tela.
Se a ocorrência for registrada na delegacia física, de modo presencial, a apresentação do Imei não é obrigatória. A informação, no entanto, torna mais fácil validar o boletim e bloquear o aparelho.

Denuncie a venda
Além do roubo ou furto, o cidadão também pode ajudar a coibir esse tipo de crime denunciando a venda ou a negociação ilegal dos aparelhos. Essa denúncia pode ser registrada:

no Disque Denúncia da Polícia Civil, pelo telefone 197, opção 0;
pelo e-mail denuncia197@pcdf.df.gov.br, ou
pelo WhatsApp (61) 98626-1197.

Fonte: G1/ Jornal Águas Lindas


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas