PLANTÃO DE NOTÍCIAS

A Morte da pequena Jhuly Evelyn. Fatalidade? Ou Negligencia Médica?

A Mãe culpa o hospital pela morte da filha de oito anos, alegando negligencia, porém, a Secretaria Municipal de Saúde de Águas Lindas informou que a paciente Jheily Evelyn Alves Costa deu entrada no Hospital Municipal Bom Jesus dois dias antes do óbito, e que a criança foi atendida em tempo hábil e que todos os procedimentos necessários foram realizados.





Uma família em prantos está à procura de respostas em Águas Lindas de Goiás, pois enfrentam uma perda irreparável, a morte de sua filha Jhuly Evelyn Alves Costa de oito anos.

Com febre alta e dores pelo o corpo e bastante sonolência, a mãe, Virgínia Mônica Alves dos Santos de 36 anos, relata que teria levado ao Hospital Municipal Bom Jesus em Águas Lindas de Goiás, a pequena Jhuly Evelyn, onde a criança foi atendida e medicada na veia, segundo Virginia, às orientações médicas eram para elas retornarem para casa e que a criança iria se recuperar, mais que medicação causaria um pouco de sonolência.

Porém, na manhã seguinte ela encontrou a filha com a temperatura e sinais vitais muito baixos, o que aparentemente caracterizava óbito. A família imediatamente entrou em contato com a polícia militar, com a chegada da PM, infelizmente foi constatado que a criança estava sem vida.

À PM, a mãe acusou o hospital por negligência, os policiais então orientaram os familiares a fazer uma ocorrência na DP.  O corpo da criança foi removido para um exame cadavérico, para descobrir a  causa da morte.

A Prefeitura Municipal por meio de uma nota oficial, via a sua Assessoria de Imprensa, diz:

NOTA OFICIAL DA PREFEITURA DE ÁGUAS LINDAS

‘‘A Secretaria Municipal de Saúde de Águas Lindas de Goiás informa que a paciente Jheily Evelyn Alves Costa deu entrada no Hospital Municipal Bom Jesus no dia 15 de janeiro às 22:53 e no dia 17 de janeiro às 18:58 em ambos os dias a criança foi atendida em tempo hábil e todos os procedimentos necessários foram realizados.

No dia 15 de janeiro a médica plantonista realizou o atendimento e solicitou exames de sangue que foram realizados no próprio hospital, apenas após avaliação dos resultados do exame a criança foi medicada e só então foi liberada.

No dia 17 de janeiro o médico responsável prestou atendimento e novamente analisou os exames e prescreveu a medicação. A criança recebeu alta hospitalar por volta das 21 horas do mesmo dia.
A Secretaria de Saúde aguarda agora a divulgação do laudo do serviço de verificação de óbito sobre a causa morte da paciente, mas enquanto os resultados não saem um processo administrativo será iniciado de imediato para análise de todas as etapas de atendimento para que o ocorrido seja esclarecido.

Desde já lamentamos o ocorrido e nos solidarizamos com a família da criança, ao mesmo tempo em que nos colocamos a disposição para sanar quaisquer dúvidas que possam esclarecer a causa da morte da paciente em questão.’’ 

Nós, da redação do Jornal Águas Lindas, externamos nossos sinceros sentimentos a toda a família. Acompanharemos de perto o desfecho dessa situação tão triste e delicada. 

A pergunta que ecoa nos quatros cantos da cidade é essa... 

A morte da pequena Jhuly foi uma fatalidade? Ou negligencia médica? 

Por Marcos Alexandre 
Jornal Águas Lindas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas