PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Sobe 14% em Goiás, número de mortes em acidentes de trabalho.

Dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho de 2018. Apesar disso, número de vítimas fatais caiu em relação a anos anteriores.



O número de pessoas que morreram em acidentes de trabalho aumentou 14% em 2018 em relação ao ano anterior, em Goiás. Segundo dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, do Ministério Público do Trabalho (MPT), 94 pessoas saíram para trabalhar e não voltaram com vida contra 82 óbitos registrados em 2017. Neste domingo (28), é comemorado o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidente de Trabalho.

Apesar desse aumento em um ano, os números apresentam redução caso seja comparados a anos anteriores. Por exemplo, em 2012, foram registrados 122 acidentes de trabalho fatais no Estado de Goiás. Os homens são as principais vítimas, representando 75% dos casos.

Os principais grupos de agentes causadores de acidentes são máquinas e equipamentos (15%), agente químico (14%), queda do mesmo nível (13%) e veículos de trasporte (12,5%). Em relações as principais ocupações que causam acidentes são linhas de produção, técnicos de enfermagem, serventes de obras e motoristas de caminhão.

Municípios

As principais cidades goianas que mais acontecem acidentes de trabalho são Goiânia (4.346), Anápolis (1.352), Aparecida de Goiânia (1.068), Rio Verde (559) e Luziânia (154). Os setores econômicos que mais comunicam acidentes são atividades de atendimento hospitalar, fabricação de álcool e de açúcar, abate de animais e construção civil. As lesões mais frequentes são fraturas de punho, mãos, pernas e pés.

Afastamentos

Em contramão dos principais dados, as despesas com afastamentos decorrentes de auxílio-doença em Goiás caíram 37%. Em 2018 foram gastos R$ 32 milhões contra R$ 44 milhões em 2017.  Número de trabalhadores afastados pelo auxílio-doença acidentário também reduziu 4%, passando de 6.436, em 2017, para 6.197, em 2018.

*Com informações do Tribunal Regional do Trabalho de Goiás


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Marcos Alexandre gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas