PLANTÃO DE NOTÍCIAS

"Menino com arminha no Facebook é nossa responsabilidade, sim", diz secretária da Educação

Durante solenidade de reinício das atividades do Colégio Estadual Céu Azul, em Valparaíso de Goiás a Secretária de Educação, Fátima Gavioli, enfatizou que a escola é lugar de esperança e transformação. 



O governador Ronaldo Caiado também esteve presente e pretende ter maior interação com as escolas do Estado.

"Chega de pensar que o que vocês fazem dentro da escola é responsabilidade da secretária de Educação, mas o que vocês fazem lá fora não é responsabilidade da secretária de Educação . O que vocês fazem aqui dentro é de minha responsabilidade e o que vocês fizerem lá fora vai passar a ser também, porque eu vou mudar o protocolo de segurança de Goiás a pedido do governador", afirma Fátima Gavioli.

"O governador pediu para mudar o regimento de Goiás e o que vocês fizerem lá fora é de minha competência e de minha responsabilidade. Até o que vocês fizerem nas redes sociais, parem de achar que menino com arminha no Facebook e no Instagram não é da nossa responsabilidade, é sim. Vai ser chamado atenção e nós vamos fazer o que tiver de ser feito. Eu sou professora e eu defendo a democracia, mas o excesso de democracia está tirando a nossa capacidade de dizer para um aluno: 'eu quero olhar tua bolsa'. Vamos mudar isso", declarou a secretária.

Já o governador Ronaldo Caiado, afirma que é preciso buscar junto aos professores e alunos  uma maior interação como o governo para que as pessoas tenham tranquilidade e paz para estudar. "É inadmissível que um ambiente estudantil seja ambiente aonde práticas de crimes violentos sejam praticados. Junto a isso o Estado sabe das ações que devem ser feitas, a sociedade tem consciência que esse processo de deterioração ocorreu pela ausência do Estado nesses últimos 20 anos. Mas hoje, nós já temos um controle maior da nossa Polícia Militar, Civil, a presença de Corpo de Bombeiros e agentes prisionais. Não podemos admitir que a criminalidade e que a bandidagem, ou que o tráfico venha inquietar a vida das pessoas, muito menos das  crianças", disse.

"Nós sabemos que a polícia que nós temos no Estado não é suficiente para dar atenção e assistência a todas as escolas, mas nós precisamos de ter uma parceria forte com a comunidade, para que a gente possa dentro de um sistema de inteligência, e de controle fazer a identificação do fato antes dele acontecer", acrescentou o governador.

Ainda segundo Caiado, a sociedade e os pais precisam  informar qualquer ato que caracterize uma reação fora daquilo que é o correto. "Seja na forma de se comportar dentro de uma sala de aula, de se dirigir a um professor e que possa nessa hora toda estrutura da Secretaria da Educação com psicólogos com pessoas preparadas,  combater cada vez mais  a criminalidade". 

Fonte: DG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas