PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Até em igreja no DF, assassina e companheira davam golpes em Rhuan

Mulheres pediam comida aos moradores da quadra, mas revendiam os alimentos. Elas também solicitaram R$ 400 a um pastor







Nos 30 dias que antecederam o assassinato de Rhuan Maycon da Silva Castro, de 9 anos, a mãe do menino, a cabeleireira Rosana Auri da Silva Cândido, de 29 anos, e a companheira, a artesã Kacyla Priscyla Santiago Damasceno Pessoa, de 28, praticaram diversos golpes na QR 619 de Samambaia Norte, onde moravam.

A assassina confessa e a namorada esconderam a criança dos vizinhos a fim de fazer apelos de caridade. O Metrópoles conversou com moradores da região, que revelaram as ações das criminosas.

O homicídio ocorreu na noite de 31 de maio, quando Rosana matou o garoto com a ajuda de Kacyla Priscyla. Um dia antes, a mãe de Rhuan pediu R$ 400 a um pastor de uma igreja das redondezas para comprar comida. Ele teria aceitado ajudar, mas com uma condição: precisava conhecer o local onde ela morava com a namorada, o filho e a enteada.

Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas