PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Polícia procura motorista de aplicativo desaparecido no Riacho Fundo

O homem dirigia um Prisma prata e vestia uma camisa social de manga longa e calça jeans escura





Um motorista de transporte por aplicativo está desaparecido desde a tarde desta terça-feira (22/10). Por volta das 12h30, Márcio Rodrigues da Silva, 42 anos, saiu com a ex-mulher Débora Pereira, 37, para resolver burocracias no posto Na Hora, no Riacho Fundo 1. Em seguida, ele a levou em casa, no Setor Oeste da Estrutural, e seguiu para a residência onde mora, no Riacho Fundo. O homem dirigia um Prisma prata e vestia uma camisa social de manga longa e calça jeans escura.

Segundo Débora, Márcio teria chegado em casa por volta das 17h40, afirmando que trabalharia à noite, dirigindo pelo sistema de transporte por aplicativo. “Lembro que, enquanto estávamos resolvendo as documentações, conversamos sobre o caso dos dois motoristas assassinados e pedi para ele não atender corridas de madrugada, pois estava muito perigoso. Ele até me disse que estava evitando ir para Ceilândia e Samambaia, porque tinha medo”, relatou a dona de casa.

Por volta das 18h, um dos amigos de Márcio, o vigilante Maycon Carvalho, 36, enviou uma mensagem para o celular do motorista, mas ele não a viu. “Tentei ligar para ele depois, mas só dava desligado. Também enviei mensagens pelo Facebook, mas também não chegou a ser visualizado”, afirmou.

Márcio mora com os dois filhos, de 19 e 18 anos, e uma neta. O casal está separado há um ano. “A minha filha me mandou uma mensagem às 2h, dizendo que a Sofia (neta) havia acordado e estava chorando, chamando pelo avô. Na hora, eu me preocupei, porque ele nunca é de dormir fora de casa”, explicou Débora.

Investigação

O homem começou a trabalhar como motorista de transporte por aplicativo há dois meses, depois de ter conseguido dinheiro para comprar o carro. Antes de ingressar no sistema, ele atuava em uma cooperativa de meio ambiente como catador de materiais recicláveis. “Ele estava superempolgado com o trabalho, mas relatava que estava com medo por causa dos constantes assaltos aos motoristas”, contou a ex-mulher. A família registrou ocorrência de desaparecimento na 8° Delegacia de Polícia (SIA).

Vulneráveis

Dois condutores foram assassinados no DF em menos de três dias, enquanto faziam corridas pelo sistema. Em 13 de outubro, Henrique Fabiano Dias, 25 anos, foi encontrado morto, com sinais de estrangulamento, no SIA. A outra vítima é Tiego Cavalcante, 28. A polícia localizou o corpo dele em uma estrada de chão, em Samambaia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, houve um aumento no número de roubos com restrição à liberdade que têm como vítima motoristas do sistema de transporte por aplicativo. Segundo a pasta, entre janeiro e junho deste ano, ocorreram 71 casos desse tipo. No mesmo período do ano passado, houve 14 registros, ou seja, 57 a menos.

Ajude a encontrar

Márcio Rodrigues da Silva foi visto pela última vez nesta terça-feira (22/10), às 17h30, no Riacho Fundo. O motorista vestia uma camisa social de manga longa e calça jeans escura e dirigia um Prisma prata.

Contatos: 98503-8892 (Maycon Carvalho, amigo); 98514-0119 (Débora Pereira, ex-mulher).

Fonte: Correio Brasilense 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas