PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Diretores da CEB se surpreendem com decisão de Ibaneis em antecipar privatização

O plano da diretoria da empresa era privatizar em maio, que também é o prazo estipulado em acordo com o BNDES, mas o tempo ficou escasso





Em fala aos empresários na sexta passada, o governador Ibaneis Rocha (MDB/foto) jogou uma bomba no colo do presidente da CEB, Edison Garcia, ao antecipar a previsão dada à privatização da companhia energética. O plano da diretoria da empresa era privatizar em maio, que também é o prazo estipulado em acordo com o BNDES, mas o tempo ficou escasso. “Fevereiro, março”, enfatizou Ibaneis.

Batalhas e guerras

A privatização das estatais brasilienses, no entanto, não deve ser tão fácil. Em condições financeiras melhores, a Caesb já foi posta de molho pelo governo. A CEB enfrenta uma batalha no Tribunal de Contas que já conta com parecer desfavorável do Ministério Público. Mas caso saiam vitoriosas, a judicialização será inevitável. Já no metrô, as brigas jurídicas já começaram.

Correndo contra o tempo
O palácio tenta evitar que o processo de alienação das empresas passe pela Câmara Legislativa. Mas o clima entre os poderes não é dos melhores e 2020 será ano eleitoral. No entendimento de políticos renomados, o GDF só conseguirá privatizar alguma companhia no primeiro semestre do novo ano.

Recomendação contra o lobby
Técnicos e representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que ajudaram a elaborar o texto do Desenvolve-DF (novo Pró-DF), devem recomendar ao governador Ibaneis Rocha o veto a parte do texto aprovado na semana passada. Foco de um lobby intenso, a emenda 12 instituiu no novo modelo uma espécie de regularização fundiária que, na avaliação dos elaboradores da proposta, “desconfigura” o texto inicial.

Preocupação…

O jogo de hoje entre Flamengo e Al Hilal, pelo Mundial Interclubes, tem preocupado parte do comércio local. Com a transmissão pela TV, lojistas temem uma redução nas vendas, em uma cidade onde o time carioca conta com uma torcida elevada. O temor, no entanto, não deve comprometer a projeção do Sindvarejista de aumento de 7% nas vendas para o Natal.

…abrandada
Para turbinar as projeções, o comércio local conta com o impacto do 13º salário e os saques do PIS/Pasep deste ano. Ambos devem injetar na economia do DF, algo em torno de R$ 8 bilhões.

Correção técnica

Na coluna de sexta (13), a foto do distrital e líder do governo na CLDF, Cláudio Abrantes (PDT), foi colocada em uma outra nota, podendo confundir o leitor. Esta coluna enfatiza que a foto do parlamentar se referia à nota “Força consensual”.

Fonte: Jornal de Brasília 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas