PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Após dar carona para grupo em bar de Águas Lindas de Goiás, homem diz que foi sequestrado e mantido em cárcere

Ele afirma que também foi coagido a usar drogas. Em seguida, alegou que conseguiu fugir e correr 4 km por mata para pedir ajuda. Grupo diz que homem agiu por conta própria.





A Polícia Civil investiga o caso de um homem que acusa um grupo de quatro pessoas - três homens e uma mulher - de sequestrá-lo e mantê-lo em cárcere privado, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do DF. A vítima disse que estava bebendo em um bar quando começou a conversar com o grupo e aceitou dar carona a eles, mas foi obrigado a ir a outro local e só escapou no dia seguinte, após fugir por uma mata e correr por 4 km até conseguir ajuda.

O grupo foi detido, mas afirmou na delegacia que não coagiu o homem e que ele o acompanhou por vontade própria. Após prestarem depoimento, todos foram liberados.

O delegado Danilo Victor Nunes de Souza disse que será investigado se o homem foi coagido ou se agiu por conta própria junto com as outras pessoas. O caso será investigado em Alexânia, onde houve a detenção.

O caso aconteceu na madrugada de sábado (1º), no Lago Corumbá IV. De acordo com testemunhas, o homem estava em um bar e, quando ia embora, aceitou dar carona ao grupo. Em determinado momento, eles disseram que a vítima deveria seguir por outro caminho escolhido por eles.

Neste momento, ele relatou que desceu do carro e saiu correndo, mas acabou sendo alcançado. Em seguida, eles seguiram de carro até Samambaia (DF), onde passaram a noite em uma residência.

No local, segundo o homem, ele foi forçado a usar cocaína e usar bebidas alcoólicas junto com o grupo.

Já na manhã de sábado, ele relatou que foi até Alexânia e, ao passar por um mercado, simulou estar passando mal. Neste momento, conseguiu entregar um cartão bancário ao dono do comércio pois tinha receio de que o grupo a fizesse sacar o dinheiro que tinha na conta.

Logo em seguida, todos eles retornaram até o lago, também em Alexânia. O homem aproveitou um momento de descuido do grupo e fugiu por uma mata. Conforme a polícia, ela correu por 4 km até encontrar uma guarita e pedir socorro.

Os policias foram até o local e tomaram nota das características do carro, que foi localizado instantes depois. Neste momento, três suspeitos foram detidos.

O quarto membro tentou fugir correndo, mas também foi capturado. Com ele, foi resgatada a chave do automóvel.

Com informações do G1 Goiás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas