PLANTÃO DE NOTÍCIAS

Hospital de campanha em Águas Lindas continua sem atendimento.

Populares e autoridades políticas cobram o Governo de Goiás e a Prefeitura de Águas Lindas. Confira a resposta das Secretarias Estadual e Municipal da Saúde



Inaugurado no dia 05 de abril com as presenças do presidente Jair Messias Bolsonaro,  governador Ronaldo Caiado e do prefeito municipal de Águas Lindas, Hildo do Candango, o Hospital de Campanha continua sem atendimentos registrados.


Com mais de 5 mil metros quadrados e um investimento de aproximadamente 10 milhões, o Hacamp Águas Lindas foi o primeiro hospital de campanha levantado pelo governo federal. A unidade irá atender exclusivamente casos suspeitos ou confirmados da covid-19 na região do Entorno do Distrito Federal.


A unidade conta com 200 leitos de internação, dos quais 180 de enfermaria e 20 de UTI, com rede de gás instalada. Essa rede, os geradores elétricos e camas foram adquiridos com recursos do Ministério da Saúde. Segundo a Secretaria de Saúde de Goiás, a estrutura permite ampliar o número de leitos de UTI conforme a necessidade.


A unidade foi construída pelo governo federal, ao custo de aproximadamente R$ 10 milhões, e será mantido pelo governo de Goiás, que custeará insumos e equipes, com total de 263 colaboradores diretos – que incluem 45 médicos, 85 enfermeiros e técnicos em enfermagem, 23 fisioterapeutas, além de farmacêuticos, psicólogos e nutricionistas.


O acordo de cooperação entre os governos federal e de Goiás prevê o funcionamento do HCamp por quatro meses, podendo ser prorrogado. A assinatura do acordo é de 22 de maio. Inicialmente, a estimativa era de que as obras do hospital fossem concluídas em abril.


Hcamp Águas Lindas até o momento sem nenhum atendimento registrado


Após uma semana de sua inauguração o Hospital de Campanha de Águas Lindas não registou o atendimento de nenhum paciente, algo que tem causado indignação em parte da população e de lideranças políticas do município.


Durante a semana autoridades políticas, populares e pacientes se deslocaram até a unidade, buscando atendimento e cobrando respostas, nossa redação teve acesso a esse material. Confira a seguir.


Pacientes buscam atendimento no Hcamp


Populares cobram respostas do governo



Vereador Rogemberg Barbosa (Republicanos) e ex-presidente da Câmara Municipal de Águas Lindas cobra respostas do governo estadual e do governo municipal



Em entrevista a Hamilton Borges, apresentador do programa Balança Cidade, o sr Aguinaldo relatou a situação de sua esposa que testou positivo e será transferida para Porangatu - GO a 362,0 km de Águas Lindas.





Reposta da Secretaria da Saúde de Águas Lindas de Goiás


 Entramos em contato com o secretário de Saúde de Águas Lindas de Goiás, Eduardo Rangel que nos respondeu. Rangel disse que dois pacientes precisam ser encaminhados para outras unidades e a inicio a regulação estadual iria encaminhá-los para o Hcamp Águas Lindas, porém por falta de equipamentos como tomógrafos e raio x, pela falta de medicamentos como Isolina entre outros e alimentos para o os profissionais e pacientes, o encaminhamento não seria possível.


''Não há possibilidade de enviar pacientes para uma unidade que está faltando parte de equipamentos para exames, alguns medicamentos e alimentação. '' Disse Eduardo Rangel 

Resposta da Secretaria Estadual da Saúde de Goiás


Conversei com o Dr. Ismael Alexandrino, secretário estadual de saúde do estado de Goiás, perguntei o porque da falta de atendimento na unidade e sobre a falta de equipamentos e medicamentos. 


Sobre os equipamentos o secretário nos respondeu;

''A questão da Tomografia é real, para liga-la precisa de mais um gerador, acharam arriscado usar os do hospital. E geralmente paciente de UTI precisa de Tomógrafos. A direção da unidade informou que depois de amanhã (segunda 15/06) entregarão este gerador específico para carreta da Tomografia.'' 
''Estamos trabalhando nesta questão, para que sejam liberados o mais rápido possível

São 10 geradores que estão disponíveis na unidade,  6 ativos e 4 de back-up. Só que o tomógrafo chegou ontem e o engenheiro nos informou que o consumo é enorme''
''Direcionei para que o Hcamp de Águas Lindas não deixem de internar pacientes de enfermaria semi-críticos até que a situação seja resolvida, pois há 190 leitos que não precisam necessariamente deste aparelho.''  

 Sobre a falta de alimentação e medicamentos;


''A Alimentação tem contrato normal desde o primeiro dia. Em relação aos medicamentos,  temos dificuldade com alguns, mas podem ser substituídos. 

Os medicamentos que começaram a faltar no Brasil, o CONASS intermediou com a OPAS e o Ministério da Saúde para comprar do exterior para a demanda de  60 dias (seria para 120 dias, porém, a indústria no exterior também não tem estoque suficiente pra 120 dias).'' Concluiu o Dr. Ismael Alexandrino 


Programa Imparcial Hcamp Águas Lindas


Na última sexta (12) o Hcamp Águas Lindas foi a pauta do programa Imparcial,  Dr. Sandro Batista foi o convidado da mesa da imparcialidade, onde foi sabatinado pelos jornalistas Marcos Alexandre e Hélio Porto Jr. 


Sandro respondeu perguntas sobre o funcionamento da unidade, pacientes, atendimento, entre outros questionamentos. 


Assista a entrevista na integra. Clique Aqui




Por Geiza Peixoto com informações do marcosalexandre.net 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Jornal Águas Lindas gerenciado pela agencia Marck Publicidade Copyright © 2018

Imagens de tema por Bim. Tecnologia do Blogger.
Publicado Por Jornal Águas Lindas